PUBLICIDADE
Mundo
Noticia

Após beber, passageiro dorme em Uber, acorda a 160 km de casa e paga R$ 7.300 pela viagem

Ele entrou no carro e dormiu. Enquanto isso, acabou atravessando, literalmente, metade da Inglaterra

15:48 | 10/10/2019
No print postado na rede social, é possível, ver o endereço residencial do DJ. Ainda assim, o app indica um trajeto até o meio do reino
No print postado na rede social, é possível, ver o endereço residencial do DJ. Ainda assim, o app indica um trajeto até o meio do reino(Foto: Reprodução/Twitter)

O produtor e DJ britânico Chris Reed foi surpreendido na madrugada do domingo, 6, ao acordar em Uber em Linconlshire, município no meio do Reino Unido. A cidade fica a 160 quilômetros na direção oposta do local para onde Reed desejava ir, no sul de Londres. O passageiro precisou pagar a viagem, que totalizou 1.453 libras esterlinas, o equivalente a R$ 7.300. As informações são do Mirror UK.

Após beber no distrito londrino de Fulham, Plastician pediu um Uber para voltar para casa, em Croydon, sul da capital britânica. Contudo, enquanto dormia, o homem acabou atravessando, literalmente, metade da Inglaterra e acordou nas Midlands, região central conhecida pelas cidades de Birminghan, Nottingham e Leicester.

“Passei esta semana tentando obter respostas da Uber sobre como meu motorista conseguiu me levar até a metade do Reino Unido enquanto eu cochilava pensando que estava indo de Fulham para Croydon”, escreveu Reed em sua conta oficial no Twitter. “Não ouvi um pio do motorista!”, reclamou o passageiro que entrou no Mercedes Benz E-Class na maior cidade do país.

Reed não revelou se pretende acionar a Justiça sobre o caso. A Uber foi contatada pelo jornal, mas não se manifestou
Reed não revelou se pretende acionar a Justiça sobre o caso. A Uber foi contatada pelo jornal, mas não se manifestou (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Após acordar, iniciou a viagem de volta. Ao todo, precisou pagar 1.453 libras esterlinas. No print postado na rede social, é possível, ver o endereço residencial do DJ. Ainda assim, o app indica um trajeto até o meio do reino. O aplicativo realiza o caminho como um desvio - na Uber, é possível adicionar paradas no trajeto e até mesmo modificar o destino final.

“Um funcionário da Uber no call center confirmou comigo na terça-feira que meu endereço residencial estava na reserva. Agora eles estão negando isso, mas não têm provas de que eu entrei em um endereço em Sleaford (ponto para o qual o veículo fez o desvio/parada)”, denunciou. 

Reed não revelou se pretende acionar a Justiça sobre o caso. A Uber foi contatada pelo jornal inglês, mas não se manifestou.