PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Rússia e Ucrânia fazem troca de prisioneiros para melhorar relações

23:24 | 09/09/2019
Rússia e Ucrânia trocaram 35 prisioneiros cada com o outro país neste sábado, atitude que pode ser um passo significativo para melhorar as relações entre os dois e aumentar as chances de resolução do conflito no leste da Ucrânia.
No aeroporto de Boryspil, na capital ucraniana de Kiev, prisioneiros foram cumprimentados pelo presidente Volodymyr Zelenskiy ao desembarcarem de um avião que os trouxera de Moscou. Parentes correram para abraçá-los. A maior parte dos prisioneiros parecia estar em boas condições físicas, embora um deles tenha tido dificuldades para descer os degraus de muletas, e outro foi segurado pelos braços enquanto descia lentamente.
O presidente da Ucrânia afirmou que a troca é um primeiro passo na melhora das relações entre os países. "Nós demos o primeiro passo. Foi muito complicado. Mais à frente, chegaremos mais perto do retorno de nossos prisioneiros (de guerra)", disse Zelenskiy.
Já em Moscou, no aeroporto de Vnukovo, os prisioneiros ficaram no avião por cerca de 15 minutos, sem explicação do porquê, e depois desembarcaram, muitos deles com bagagens. Entre os prisioneiros estava Kirill Vyshinsky, chefe da sucursal ucraniana da agência de notícias russa RIA-Novosti, que estava preso desde 2018 por acusações de traição.