PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Trump ataca distrito de maioria negra representado por opositor

12:20 | 29/07/2019
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, denegriu neste sábado um
distrito de maioria negra representado por um de seus inimigos no Congresso, o deputado Elijah Cummings, definindo a área da cidade de Baltimore como uma "bagunça repugnante, infestada de ratos e roedores".
Em seu perfil no Twitter, Trump disse que Cummings tem gritado "com os grandes homens e mulheres da Patrulha da Fronteira", criticando as condições na Fronteira Sul do país "quando, na verdade, seu distrito de Baltimore é pior e mais perigoso. Seu distrito é considerado o pior dos EUA", disse o presidente na rede social. Trump declarou ainda que "Elijah Cummings não faz nada por seu distrito muito pobre, muito perigoso e muito mal administrado!".
Há cerca de duas semanas, Trump já havia provocado polêmica ao publicar mensagens racistas no Twitter contra quatro congressistas afrodescendentes.
Os comentários contra Cummings, que lidera várias investigações sobre as negociações governamentais do presidente, provocaram uma rápida condenação dos democratas, incluindo possíveis candidatos à Presidência dos EUA.
Cummings respondeu diretamente a Trump no Twitter. "Senhor Presidente, vou para casa no meu distrito diariamente. Todas as manhãs acordo e vou lutar pelos meus vizinhos. É meu dever constitucional conduzir a supervisão do poder Executivo. Mas é meu dever moral lutar pelos meus eleitores."
Cerca de 50% da população do distrito de Cummings é negra e inclui uma grande parte da cidade de Baltimore. O local é sede da Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (NAACP, na sigla em inglês), assim como da Universidade Johns Hopkins e do Hospital Johns Hopkins.
A cidade tem lutado contra crimes violentos, com mais de 300 homicídios por quatro anos seguidos. O distrito de Cummings também se estende pelos condados de Howard, em Maryland. Fonte: Associated Press.

Agência Estado