PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Venezuelanas são levadas a Roraima para se prostituir

07:11 | 11/07/2019
Duas venezuelanas, de 40 e 20 anos, registraram queixa na Polícia Civil de Roraima, dizendo que foram vítimas de tráfico internacional de pessoas. Elas contaram que tinham sido recrutadas na Venezuela por um comerciante brasileiro e, desde que chegaram ao Brasil, em fevereiro, foram obrigadas a se prostituir.
Elas conseguiram fugir, pediram ajuda e contaram que outra jovem venezuelana também era mantida em cárcere privado. "Ele ofereceu emprego e garantiu que teríamos onde viver e comer bem, e ainda ajudar nossas famílias, que ficaram na Venezuela. Mas, quando chegamos, nos disse que teríamos de nos prostituir para pagar nossa viagem, alimentação, moradia e transporte.
"Diariamente, éramos obrigadas a prestar contas e ameaçadas", revelou a mais jovem. A Polícia Civil registrou um aumento de mais de 30% nos casos no primeiro semestre. Nos últimos três anos, foram registrados nove boletins de ocorrência de tráfico de pessoas, a maioria este ano.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Agência Estado