PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Eclipse não será visto no céu do Ceará, mas Nasa fará transmissão; assista aqui

A agência espacial Nasa transmite o fenômeno e O POVO Online retransmitirá

16:12 | 02/07/2019
A agência espacial Nasa transmite o fenômeno e O POVO Online retransmitirá
A agência espacial Nasa transmite o fenômeno e O POVO Online retransmitirá (Foto: NASA / Gopalswamy/ Divulgação)

Um evento astronômico importante para história da humanidade ocorrerá na tarde desta terça-feira, 2, na América do Sul: o eclipse solar. O fenômeno poderá ser observado totalmente na Argentina e no Chile e parcialmente em alguns estados do Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Quem estiver no Ceará não poderá vê-lo a olho nu, no entanto, a sobreposição dos astros será transmitida pela a agência espacial Nasa e retransmitida pelo O POVO Online.

Este eclipse é considerado o maior evento astronômico do ano, que acontece a partir do alinhamento entre o Sol, a Lua e a Terra, deixando parte do planeta na escuridão por alguns minutos. Com exceção do Nordeste, o fenômeno deve ser observado de 5% a 60% nas demais regiões brasileiras. O Sol deverá começar a desaparecer, graças a sobreposição da Lua, a partir das 16h38min (horário de Brasília).

De acordo com informações da Nasa, o eclipse solar total começará no Oceano Pacífico (a leste da Nova Zelândia) e de lá percorrerá a América do Sul, do oeste para leste, passando 16h38min (hora Brasília) pelas regiões de Atacama e Coquimbo, no Chile. A partir das 17h40min, pelas províncias argentinas de San Juan, La Rioja, San Luis, Córdoba, Santa Fé e norte de Buenos Aires. Antes de se perder pelo Oceano Atlântico, passará pelo Uruguai. Eclipses totais do Sol ocorrem com certa frequência, em locais diferentes. Sua média de duração varia de dois a sete minutos.

O fenômeno será transmitido para todo o mundo graças à parceria feita pela Nasa com o museu Exploratorium, de San Francisco. O acontecimento contará com três formas de transmissão: uma com comentários em inglês, outra em espanhol e outra sem comentários. Segundo a agência, o estudo solar é relevante para entender como a radiação da estrela incorre no clima da Terra e na saúde do homem quando este estiver em missão espacial.

“Estudar o Sol durante os eclipses solares totais ajuda os cientistas a entender a fonte e o comportamento da radiação solar que impulsiona o clima espacial perto da Terra, o que pode afetar a saúde dos astronautas no espaço e a durabilidade dos materiais usados para construir espaçonaves. Dados semelhantes serão importantes no planejamento do retorno da Nasa de astronautas à Lua em 2024 e eventuais missões tripuladas a Marte”, informa.

Pesquisas sobre o assunto

Eclipse Solar é o termo que teve mais buscas nas últimas 24 horas, de acordo com Google Trends. O tema cresceu 300%, sendo Argentina e Chile onde há mais pessoas interessadas pelo fenômeno. No Brasil, Porto Alegre, Rio Branco e Curitiba são as cidades que registraram maiores índices de busca.

O POVO Online