PUBLICIDADE
Mundo
Polêmica

Mais dois astros do K-Pop se aposentam após envolvimento com escândalo de exploração sexual

Yong Junhyung (Highlight) e Choi Jonghoon (FT Island) resolveram deixar a indústria do entretenimento

23:24 | 14/03/2019
 Yong Junhyung (Highlight) eChoi Jonghoon (FT Island) resolveram se aposentar e deixar a industria do entretenimento. (Foto: Reprodução/Instagram)
Yong Junhyung (Highlight) eChoi Jonghoon (FT Island) resolveram se aposentar e deixar a industria do entretenimento. (Foto: Reprodução/Instagram)

Escândalo de exploração sexual envolvendo astros do K-Pop ganhou mais um capítulo na madrugada desta quinta-feira, 14. Após terem seus nomes citados na lista de membros de um grupo em aplicativo de conversa para compartilhamento de imagens e vídeos ilegais de mulheres, Choi Jonghoon (FT Island) e Yong Junhyung (Highlight), assim como Seungri (Big Bang), resolveram se aposentar e deixar a indústria do entretenimento.

"Aqui é Choi Jonghoon. Eu estou escrevendo essa mensagem para me desculpar com os coreanos que tenham ficado chateados e com raiva de mim. Enquanto eu lia as críticas, eu percebi que estava errado e estou profundamente arrependido. Eu vou viver refletindo isso pelo resto da minha vida. Eu também quero me desculpar com as inúmeras vítimas que se machucaram com o incidente e que não tem nada a ver com isso", escreveu Choi Jonghoon, agora ex-membro do FT Island, em publicação no Instagram.

"Eu também me sinto envergonhado já que eu estava em uma posição de liderança no Ft Island, mas eu agi vergonhosamente. E aos fãs que têm me apoiado em todas as atividades até agora, eu também me desculpo por ter falhado em atingir as expectativas que vocês tinham pra mim, eu traí a confiança de vocês. Então, a partir de hoje eu estou deixando o grupo e me aposentando da indústria do entretenimento", finalizou.

Antes dele, Yong Junhyung, que havia negado as acusações, também publicou no Instagram uma carta de desculpas revelando envolvimento nos diálogos com outras celebridades e anunciou que também estaria deixando o Highlight. "Olá, aqui é Yong Junhyung. Primeiramente, eu gostaria de pedir desculpa aos membros [do Highlight] e aos fãs que têm sofrido tanto nos últimos dias. Ontem, durante a investigação, eu fiz questão de compartilhar tudo o que eu sabia e, durante isso, eu percebi algo sobre minhas mensagens. Eu fiquei com vergonha do conteúdo", iniciou.

Em sua conta, ele também afirmou ter cortado contato com parte dos membros do grupo. "Eu não compartilhei nada ilegal, incluindo vídeos de Molka [filmagens ilegais de mulheres com câmera escondida]. Eu estou sinceramente chateado que eu falhei em compartilhar o amor que vocês compartilharam comigo. Além disso, os membros [do Highlight] perderam sua confiança em mim. Então, depois de entender o impacto dessa situação, eu decidi que não quero mais machucar os fãs ou os membros. Por isso, eu estarei deixando o Highlight e irei refletir profundamente sobre meus atos. Mais uma vez, peço desculpas", finalizou.

Entenda o caso

A polêmica envolvendo os astros teve início em fevereiro deste ano, quando a mídia sul-coreana divulgou que Seungri, agora ex-membro do Big Bang, aliciava garotas de programa para investidores estrangeiros na boate no qual era sócio. Pouco tempo depois, a polícia responsável investigar o caso e descobriu um grupo no Kakao Talk, aplicativo de conversa em ele e outras celebridades compartilhavam vídeos e imagens de mulheres filmadas sem seu consentimento.

Além dos três, o ator Jung Joon-Young também esta sendo investigado e é considerado o líder do grupo do Kakao Talk. Às autoridades, ele admitiu ter compartilhado imagens das mulheres com os colegas e afirmou não ter sentido culpa em tê-lo feito.

Outro nome também envolvido na polêmica é o do membro da banda CN Blue, da mesma empresa do Ft Island, de Junghoon. Além das conversas no grupo de Joon-Young, o cantor também mandou mensagens em que pede por serviços de garotas de programas, entre elas menores de idade, reveladas pela mídia.

Redação O POVO Online