PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Orgulho LGBT+: bandeiras ficarão em frente a órgãos públicos em Fortaleza

Governo do Ceará afirma que o objetivo é mostrar respeito à diversidade sexual de seu povo e construir uma sociedade empática com relação às diferenças. Ao todo, 50 bandeiras foram confeccionadas

16:48 | 26/06/2021
Bandeiras do Orgulho LGBT serão erguidas em frente a equipamentos públicos de Fortaleza a partir desta segunda-feira, 28
  (Foto: Reprodução/Governo do Estado do Ceará)
Bandeiras do Orgulho LGBT serão erguidas em frente a equipamentos públicos de Fortaleza a partir desta segunda-feira, 28 (Foto: Reprodução/Governo do Estado do Ceará)

Para afirmar a importância da luta da população por diversidade, Fortaleza passará a estampar o Orgulho LGBTQIA+ na frente de diversos equipamentos públicos a partir desta segunda-feira, 28 de junho (28/06). As bandeiras nas cores do arco-íris, símbolo adotado por minorias sexuais e de gênero, serão hasteadas junto às bandeiras do Brasil e do Ceará.

A ação que celebra o 28 de junho, Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, faz parte da campanha Ceará de Todes, da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos. Em nota, o Governo do Ceará afirma que o objetivo é mostrar respeito à diversidade sexual de seu povo e construir uma sociedade com empatia e respeito. Ao todo, 50 bandeiras foram confeccionadas pelo coletivo Mães pela Diversidade e estarão espalhadas pela cidade.

LEIA MAIS | Sigla LGBTQIA+: o que significa cada letra, segundo quem se identifica com elas

Maioria apoia direitos ao casamento de LGBT+ e leis contra discriminação, aponta pesquisa

O ato simbólico acontece diante do segundo ano sem Parada pela Diversidade. O hasteamento de bandeiras foi uma forma encontrada para colorir as ruas, mostrando o respeito à diversidade humana, explica a titular da SPS, Socorro França.

“Queremos mostrar que o Ceará é um estado aberto à discussão e ao respeito com a diversidade humana. Reafirmamos, com essa ação, nosso compromisso com o acolhimento e a proteção à população LGBT+ em todo o Ceará”, ressalta a secretária.

Para o coordenador especial de Políticas para LGBTQIA+ da SPS, Narciso Junior, o hasteamento das bandeiras é uma forma de dizer que estamos juntos mesmo em tempos de isolamento social.

“Hastear uma bandeira é uma forma simbólica de dizer que esses espaços se importam com a luta LGBTQIA+. É uma forma de dizer que a Assembleia Legislativa pensa e propõe leis que defendem e protegem os direitos LGBT+, que a cultura é pensada também por e para pessoas LGBT+, que o Metrofor entende as vulnerabilidades dessa população e se importa em resolvê-las”, destaca Narciso.

A secretária-executiva da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Lia Gomes, conta que o hasteamento das bandeiras é um compromisso de diversos órgãos estaduais com a política para a população LGBTQIA+.

“As secretarias estaduais se mostraram extremamente receptivas às bandeiras e a reforçar seus compromissos com a pauta. Sabemos que essa demanda é transversal e somente com o apoio das mais diversas áreas construiremos o Ceará de Todes”, destaca.

Outros equipamentos

Além da sede da SPS, outros equipamentos da Secretaria estarão com a bandeira, como os Vapt Vupt e o Cefisp (Centro de Formação e Inclusão Socioprodutiva), onde funciona a Coordenadoria LGBT.

O prédio da Secretaria da Cultura (Secult) e seus 11 equipamentos culturais, como o Centro Dragão do Mar, Theatro José de Alencar e Porto Iracema terão as bandeiras hasteadas. E espaços como a Assembleia Legislativa, Castelão e Metrofor também irão colorir suas frentes com as cores do arco-íris.