PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Trecho da avenida Barão de Studart tem tráfego liberado, em Fortaleza

Via no sentido sertão para a praia, com destino à avenida Beira Mar, segue com trânsito liberado na Capital

Mirla Nobre
21:34 | 15/06/2021
O espaço foi interditado  para  implantação de piso intertravado e outros serviços de requalificação na região (Foto: Divulgação/Superintendência de Obras Públicas (SOP))
O espaço foi interditado para implantação de piso intertravado e outros serviços de requalificação na região (Foto: Divulgação/Superintendência de Obras Públicas (SOP))

O trecho da avenida Barão de Studart entre a Rua Tenente Benévolo e Deputado Moreira da Rocha, no bairro Meireles, em Fortaleza, teve trafégo liberado nesta terça-feira, 15. O espaço foi interditado para implantação de piso intertravado e outros serviços de requalificação na região. A via no sentido sertão para a praia, com destino à avenida Beira Mar, segue com tráfego liberado na Capital. Além dela, encontra-se liberada a Rua Tenente Benévolo.

Para dar continuidade às obras de requalificação na região da área que compreende o Museu da Imagem e do Som (MIS) e o conjunto de prédios que integram a sede do Governo do Estado, como o Palácio da Abolição e o Mausoléu Castello Branco, tem intervenções concentradas na Rua Deputado Moreira da Rocha. Interdição no local também será para colocação do novo pavimento.

LEIA TAMBÉM | Prevista para este mês, conclusão de obra na Beira Mar fica para fim do ano

 + Reforma da Ponte dos Ingleses deve continuar até meados de julho; veja fotos

O superintendente adjunto de Edificações da Superintendência de Obras Públicas (SOP), Celso Lelis, explica que as medidas também serão adotadas em outros trechos da região. “O piso intertravado também será colocado na Rua Silva Paulet, última etapa das obras. O objetivo é proporcionar um acesso eficiente e organizado naquela área”, informa.

O pavimento a ser instalado é feito através de blocos de concreto, no qual, segundo a Superintendência de Obras Públicas, confere economia, adequação ambiental e segurança viária. A pasta ainda destaca que a tecnologia oferece ainda fácil instalação e execução, além de custo competitivo. Os serviços de engenharia vêm sendo executados por meio da SOP, atendendo ao Relatório de Impacto sobre Trânsito (RIST) do Museu da Imagem e do Som (MIS).