PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Greve em Fortaleza: Sindiônibus afirma que houve paralisações temporárias

Pelo menos 70% da frota deve ser mantida em circulação. Alguns passageiros reclamam de longas esperas nos pontos de ônibus e terminais

05:56 | 08/06/2021
Greve parcial dos motoristas de ônibus em Fortaleza nesta terça-feira, 8 (Foto: Fábio Lima/ O POVO)
Greve parcial dos motoristas de ônibus em Fortaleza nesta terça-feira, 8 (Foto: Fábio Lima/ O POVO)

Atualizada às 11h03min

Há ônibus circulando em Fortaleza na manhã desta terça-feira, 8 de junho (08/06), data de início da greve dos motoristas de transporte coletivo. A Justiça determinou que pelo menos 70% da frota seja mantida em circulação. De acordo com nota divulgada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), houve paralisações em alguns pontos de Fortaleza.

O Sindiônibus afirmou ainda que está atuando pela "imediata retomada da normalidade do serviço" e que opera dentro da capacidade prevista, sem especificar quais pontos registraram paralisação e qual é frota atual em circulação. "O Sindicato das Empresas reitera o repúdio a qualquer ato que prejudique a circulação dos ônibus e impeça o deslocamento da população". A nota destaca que "Tribunal Regional do Trabalho da 7a Região determinou que o Sintro-CE se abstenha de realizar bloqueios aos terminais rodoviários, garagens, praças e locais de paradas dos veículos de transporte público, de impedir o acesso ao trabalho dos empregados que queiram trabalhar ou promover a interdição de vias públicas". 

Enquanto a maioria dos pontos de ônibus pelos quais a equipe do O POVO passou por essa manhã estava vazia ou com pouca movimentação, alguns passageiros reclamam da demora de ônibus. "Está demorando um pouco nas paradas. Umas 7h quando saio do Hospital São José. Esperei e peguei uma carona, porque demorou bastante o meu ônibus. Vim até uma certa altura e de lá peguei outro ônibus", conta a técnica de enfermagem Antônia da Guia na saída do Terminal da Messejana.

No local, o gari Edson Gomes contou à equipe que estava há duas horas tentando chegar ao trabalho. "Passei uma hora esperando no ponto de ônibus perto de casa", conta ele, que faz o percurso Aerolândia-Papicu-Messejana.

Clique na imagem para abrir a galeria

"A greve começou às 0h e está rodando os 70% da frota. Estamos esperando uma audiência de conciliação que deve acontecer às 11h de hoje", afirma Domingos Gomes Neto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro-CE). "Fizemos visitas em dois terminais agora de manhã, no Siqueira e no Antônio Bezerra. Vamos fazer uma avaliação e ver os encaminhamentos que vamos tirar para hoje ainda." 

Papicu

No Terminal do Papicu, um dos mais movimentados da Capital, a circulação, especialmente de passageiros, é tranquila por volta das 7 horas desta terça. O fluxo aumenta momentaneamente apenas com o desembarque de quem chega por meio do Veículo Leve sobre Trilhos  (VLT).

 

Clique na imagem para abrir a galeria

O pedreiro Ernane Ferreira conta que desistiu de esperar por um ônibus e optou por um carro por aplicativo. "Normalmente já estou lá na firma. Todo dia estou aqui, mas hoje está diferente", afirma o profissional que aguardava a linha 069 - Papicu/Lagoa/Via expressa para chegar à avenida Luciano Carneiro.

"Estão dizendo que vai ter greve né? Mas os ônibus estão funcionando normal; inclusive, estão vagos demais, vim até sentada", conta a auxiliar de serviços gerais Eronilda Ferreira, que foi de Messejana para o Papicu.

"Até agora está normal. Se não tiver ônibus, volto de metrô para casa. Mas a ideia é chegar no trabalho", aponta Leonardo Gomes. "Acho que mais tarde vai fazer falta. Por enquanto tudo tranquilo, quero ver é a volta", completa Francisco Edivan, que segue para a Praia do Futuro.

Início da manhã

Mais cedo, próximo das 6 horas, o fluxo de ônibus no Terminal do Siqueira era intenso. Filas de passageiros já se formavam na entrada do terminal e à espera dos veículos nas plataformas.

Assista: movimento nesta manhã no Terminal do Siqueira

No início desta manhã, O POVO constatou movimento de ônibus nas avenidas Presidente Costa e Silva e Ministro José Américo. O movimento nas paradas de ônibus por volta de 5h30min era tranquilo.

Clique na imagem para abrir a galeria

Nas redes sociais, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro-CE) registra que havia viaturas de madrugada na garagem das empresas de ônibus, para garantir que não fosse impedida a saída dos veículos.

Direção do Sintro registra presença de três viaturas na garagem da empresa de ônibus Santa Maria para garantir saída dos veículos nesta madrugada
Direção do Sintro registra presença de três viaturas na garagem da empresa de ônibus Santa Maria para garantir saída dos veículos nesta madrugada (Foto: Reprodução/Facebook/Sintro-CE)

Greve
 

O início da greve dos trabalhadores do transporte público foi decidido em assembleia realiza pelo Sintro-CE. Motoristas e cobradores reivindicam reajuste salarial, melhores condições de trabalho e priorização da categoria na campanha de vacinação contra Covid-19. Não há previsão para duração da greve. 

LEIA MAIS | Motoristas de ônibus saem de grupo prioritário e serão vacinados com população geral

O Sindiônibus, que representa os empresários de ônibus, afirma que neste momento de pandemia que não é razoável falar em greve neste momento de pandemia. Segundo a entidade patronal, a "redução drástica" no número de passageiros durante a pandemia "provocou um grande descompasso entre receita e custo".

Matéria em atualização

Com informações do repórter Gabriel Borges