PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Praia de Iracema tem movimentação tranquila neste sábado

Praia dos Crush segue bloqueada durante todo o fim de semana para evitar aglomerações; ambulantes reclamam

19:05 | 08/05/2021
Movimentacao na Praia de Iracema, com gradeamento na faixa de areia que da acesso ao mar (Foto: BARBARA MOIRA/ O POVO)
Movimentacao na Praia de Iracema, com gradeamento na faixa de areia que da acesso ao mar (Foto: BARBARA MOIRA/ O POVO)

A movimentação na orla de Fortaleza, no trecho que corresponde à Praia de Iracema, esteve tranquila na tarde deste sábado, 8. O local, que costuma registrar aglomerações, especialmente durante os fins de semana, contava com forte monitoramento da Polícia Militar do Ceará (PMCE).

Na Praia dos Crush, as vias de acesso seguem interditadas por cercas durante todo o fim de semana. O objetivo é evitar aglomerações e conter a disseminação da pandemia ocasionada pelo coronavírus, o bloqueio impede que os banhistas tenham acesso ao mar, assim como bloqueia o acesso ao espigão da João Cordeiro.

Durante o início da tarde, os agentes da PMCE estiveram com carros, bicicletas e cavalos monitorando a movimentação no calçadão e na faixa de areia. Banhistas que estavam próximos ao mar foram aconselhados a voltarem para casa.

Dentre as pessoas que transitavam pelo calçadão estava Pedro da Silva, 47, o vendedor de salgados, ele afirma que foi pego de surpresa pela notícia de que a praia estaria fechada.

"A minha situação está precária, não querem deixar a gente trabalhar e disseram que as praias estariam liberadas sábado e domingo, mas está tudo fechado, não sei o motivo. Tenho sobrevivido da misericórdia de Deus mesmo. Não vendi quase nada hoje. Faço um apelo que abram as praias e deixem a gente trabalhar", desabafa.

Leonardo Martins, 48, trabalha há 29 anos com venda de quentinhas para almoço. Ele foi mais um a se surpreender com os bloqueios que foram colocados na orla.

"Ouvi que seria aberto no fim de semana e a situação é essa que você está vendo, muita gente gastou comprando as coisas para vender sem ter condições e encontrou isso aqui. A polícia diz que a gente precisa sair. Acho muito errado isso, até hoje não recebi o auxílio para qual que me inscrevi. Eu venho aqui porque preciso, o pessoal que tem é esse aí, quase ninguém", explica.

O ambulante faz críticas ao modelo de segurança sanitária adotado em Fortaleza, Leonardo diz que diariamente encontra aglomerações. "Tinham falado que abririam as praias no sábado e domingo, pode ir no Centro, está lotado. Os ônibus que a gente anda também estão com lotação, mas pra isso eles não fazem nada, acho muito errado mesmo. A gente precisa do nosso pão, ando com medo de levarem a mercadoria que tenho", lamenta.

A reportagem do Jornal O POVO entrou em contato com a assessoria de comunicação da PMCE buscando informações sobre o balanço das operações de fiscalização realizadas durante este sábado,8, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

LEIA TAMBÉM| Dia das Mães movimenta shopping no primeiro fim de semana de reabertura