PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Receita Federal apreende 17 kg de skunk no Aeroporto de Fortaleza

Substância foi encontrada com dois homens que chegavam de Guarulhos na manhã deste sábado, 17

Carlos Viana
16:19 | 17/04/2021
Pacotes com 17kg de skunk foram encontrados nas bagagens de dois passageiros após inspeção da Receita Federal (Foto: Arquivo/Receita Federal)
Pacotes com 17kg de skunk foram encontrados nas bagagens de dois passageiros após inspeção da Receita Federal (Foto: Arquivo/Receita Federal)

Agentes da Receita Federal apreenderam, no final da manhã deste sábado, 17 quilos de skunk, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. A droga é conhecida como "supermaconha" devido ao seu alto teor de Tetra-hidro-canabinol, o THC. Os pacotes foram encontradas com dois homens, que tinham chegado em um voo vindo de Guarulhos, São Paulo.

A bagagem de um dos suspeitos foi retida no processo de scanneamento e, em seguida, submetida ao cão farejador Ithor, que identificou a possibilidade de conter drogas.

O homem então foi conduzido à sala da Inspetoria da Receita no aeroporto, onde a mala foi aberta. Dentro, os agentes encontraram 10 kg da droga.

Parceiro detido fora da área de esteiras

Interrogado pelos agentes da Receita, o passageiro indicou outro colega que o acompanhava no mesmo voo. O segundo homem foi detido já fora da zona de esteiras de bagagens e, após ter a mala aberta, foi constatado que transportava quase 7kg da mesma droga.

Os dois foram levados para a sede da Polícia Federal, que deverá dar continuidade às investigações.

Apreensões somam R$ 4 mi

A Receita Federal atua em parceria com a Polícia Federal na apreensão de drogas e objetos ilícitos nos portos, aeroportos e encomendas enviadas pelos Correios.

Somente em 2021, a atuação dos dois órgãos conseguiu apreender mercadorias sem origem comprovadas que, juntas, somam mais de R$ 4 milhões.

As ações da Receita Federal em diversos locais de chegadas de mercadorias  já encontraram skunk, cocaína e até ouro em lâminas.