Participamos do

Incêndio em apartamento na Capital mata cachorro

A família havia ido ao supermercado, deixando o cachorro no apartamento. Major Mário, coordenador de operações do Corpo de Bombeiros do Ceará, relatou detalhes da operação
19:49 | Mar. 25, 2021
Autor Gabriel Borges
Foto do autor
Gabriel Borges Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O incêndio que atingiu um apartamento no quinto andar, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza, matou um um cachorro. Em entrevista ao O POVO, Major Mário, coordenador de operações do Corpo de Bombeiros do Ceará, relatou que ainda não é possível apontar a causa do incêndio, que deixou danos materiais em um dos cômodos do local.

"Por volta de 11h da manhã nós fomos acionados para um incêndio em um prédio que fica na Rua General Tertuliano Potiguara com Professor Dias da Rocha. Foram cinco guarnições e oito viaturas. A primeira guarnição que chegou foi a do Mucuripe, eles fizeram o ataque direto e utilizaram as instalações do próprio prédio", detalha o Major.

Segundo informações do coordenador da operação, o fogo demorou cerca de trinta minutos para ser controlado, o que colaborou para evitar mais danos durante o incidente.  

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"A situação toda acabou gerando danos materiais e, infelizmente, houve a morte de um cachorro que vivia no apartamento afetado, possivelmente pela inalação da fumaça. Não há como afirmar em que local o fogo iniciou e nem a causa. Mas a gente acredita que tenha iniciado em um dos quartos, onde tinha o maior foco. Na verdade, o apartamento teve prejuízo apenas de móveis nesse cômodo", explica.

LEIA TAMBÉM| Cantor Raimundo Fagner é vacinado contra Covid-19 em Fortaleza

Segundo o Major Mário, os demais espaços da unidade ficaram apenas sujos com a fuligem do incêndio.

"Os outros móveis, dos outros cômodos, como sofá e mesa, ficaram sujos pela fumaça. Agora, um dos quartos pegou fogo em tudo que tinha dentro. Não sei se tinha alguém no apartamento, mas quando chegamos boa parte dos moradores já tinham saído para o térreo, e outra parte foi para a cobertura".

De acordo com André Silvestre, editor de vídeo do portal O POVO e morador vizinho ao prédio, o apartamento estava fechado no momento em que o fogo começou. A família havia ido ao supermercado, deixando o cachorro no apartamento.

O coordenador de operações do Corpo de Bombeiros do Ceará contou como funcionou o início da operação.

"Controlamos o fogo no apartamento, só queimou parte desse imóvel no quinto andar. Também desloquei a guarnição de salvamento para a cobertura, onde estavam algumas pessoas, com intuito de acalmá-las enquanto a outra equipe apagava o fogo, Quando o incêndio foi debelado, eu providenciei a descida desse pessoal pelas escadas do prédio", diz.

Para o major, em casos como esse, a melhor opção é sempre utilizar as escadas de segurança dos apartamentos para descer e não para subir. A Defesa Civil de Fortaleza foi acionada após a operação para analisar os impactos sofridos no prédio após o ocorrido.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags