PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Com retomada no próximo sábado, presença de fiéis em missas dependerá de agendamento prévio

Aferição da temperatura, uso de máscara e limpeza dos ambientes são algumas das medidas exigidas para que as igrejas voltem a funcionar

Leonardo Maia
15:19 | 02/09/2020
Fiéis acompanham transmissão de missa online na porta da igreja. (Foto: Leonardo Maia/O POVO)
Fiéis acompanham transmissão de missa online na porta da igreja. (Foto: Leonardo Maia/O POVO)

Com retorno programado para o próximo sábado, 5, missas presenciais de igrejas católicas acontecerão somente mediante agendamento prévio. Em comunicação com as paróquias, fiéis precisarão marcar o dia em que irão assistir as celebrações presencialmente.

O número de vezes que cada pessoa poderá frequentar celebrações será restrito, para que mais religiosos possam frequentar o espaço. O uso de máscara e o distanciamento social, de acordo com recomendações de autoridades públicas para prevenção de novos casos da pandemia, são obrigatórios para participar dos eventos.

Leia também | Blog do Ancoradouro: Arquidiocese de Fortaleza retoma missas e demais sacramentos com a presença de fiéis

O padre Watson Façanha, vigário da Paróquia Santa Luzia, no bairro Meireles, ressaltou que a retomada das igrejas deve, sobretudo, respeitar a vida. “É preciso deixar claro que o desejo da Eucaristia não pode ser colocado em cima da vida”, destacou. Autorizadas para funcionar desde o fim de julho, as igrejas católicas decidiram se manter fechadas como forma de precaução.

O retorno, portanto, deve obedecer uma série de requisitos para que as igrejas funcionem. A aferição da temperatura na entrada do local, o rigor na limpeza do espaço e o acompanhamento da saúde dos fiéis durante a celebração são algumas das medidas divulgadas em Carta Circular na última sexta-feira, 28, pelo arcebispo dom José Antônio Tosi Marques.

“Os fiéis que sentirem algum mal-estar durante uma celebração devem procurar sair imediatamente, acompanhadas pelas pessoas da acolhida que a comunidade cristã tiver designado”, orienta o documento, destinado a párocos e vigários paroquiais responsáveis pelas pastorais.

No caso da paróquia Santa Luzia, as missas serão realizadas de forma campal, ao ar livre. De acordo com o padre Watson, a igreja está em contato com a Prefeitura para que uma rua atrás da igreja seja liberada para celebração das missas. Antes da pandemia, o local era utilizado para realização de quermesses — feiras com objetivo de arrecadar fundos para a paróquia. O agendamento das missas será realizado por meio de mensagens no WhatsApp.

O retorno de atividades presenciais, no entanto, não exclui as transmissões à distância, por meio da internet, estações de rádio ou canais de televisão. Fiéis pertencentes a grupos de risco devem continuar assistindo as celebrações de casa e podem optar por frequentar a igreja durante a semana, quando há menor presença de fiéis.