PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Polícia Civil investiga novo golpe que usa leilão de carros para enganar vítimas no Ceará

Golpes similares foram identificados pela polícia civil em São Paulo

Ismia Kariny
12:39 | 28/08/2020

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) investiga novo golpe aplicado no Ceará, que utiliza plataforma de leilões falsos na internet para enganar vítimas com venda de carros e motos. Ao O POVO, uma fonte que preferiu não ser identificada, informou que o leilão ocorre por meio de um site, onde as pessoas realizam cadastro com envio de documentos pessoais, para ter acesso a procedimentos como lances e aquisição dos veículos.

Após o lance vencedor, as vítimas tinham prazo de até 24 horas para concluir a transferência bancária, sob perda do valor do lance. Com o pagamento realizado, o arrematante recebia um documento chamado “Termo Provisório de Arrematação" e abria-se um prazo para entrega do veículo.

Leia também | Visitas às unidades prisionais começam a ser liberadas gradualmente a partir de sábado, 29

No entanto, os veículos supostamente arrematados nunca foram entregues às vítimas, que percebiam se tratar de um golpe, segundo informou uma fonte em sigilo, ao O POVO. As vítimas teriam sofrido prejuízos nos valores dos veículos ofertados.

Por meio de nota, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) confirmou que há procedimentos de investigação junto à Delegacia de Defraudações e Falsificações do Estado do Ceará (DDF), para apurar as ocorrências de golpe em um site de leilões de veículos.

“No curso das investigações, um inquérito policial foi instaurado e resultou na retirada do site da internet, evitando assim, futuras práticas delituosas. A DDF segue em investigações no intuito de identificar os suspeitos que participavam do esquema criminoso”, diz trecho da nota. A PCCE também ressaltou a importância de possíveis vítimas do crime registrarem Boletim de Ocorrência (BO) para subsidiar o trabalho policial.

Para colaborar com as investigações policiais, a população pode repassar informações por meio de denúncias no número (85) 3101 2505, da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF). O sigilo e o anonimato são garantidos.

Golpes similares foram identificados pela Polícia Civil em São Paulo

A Polícia Civil de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, prendeu cinco pessoas suspeitas de envolvimento em leilões falsos, na última terça-feira, 25. Segundo o portal de notícias do G1, a quadrilha agia na internet montando plataformas de leilões online com imagens de sites confiáveis.

Pela operação, foram expedidos 10 mandados de prisão temporária e 55 de busca e apreensão em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Um dos suspeitos foi preso em Minas Gerais.

Por meio desses endereços eletrônicos, as vítimas participam dos procedimentos e, após o lance vencedor, transferiam o valor acreditando que tinham arrematado o veículos. Dias depois, descobriam que haviam caído em um golpe.

A polícia de São Bernardo do Campo começou as investigações há mais de três meses, e acredita que mais de 50 mil pessoas foram vítimas do golpe. O valor que cada vítima perdeu em lances no leilão falso é estimado entre R$ 20 mil e R$ 200 mil.