PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Irmãos vão responder por incitação ao crime após mensagens com ameaças a policiais penais do Ceará

Mensagens com ameaças aos agentes de segurança foram repassadas em um grupo de um aplicativo de troca de mensagens

Jéssika Sisnando
16:19 | 14/08/2020
Suspeitos de divulgar mensagens com ameaças a policiais penais responderão por incitação ao crime  (Foto: divulgação/SSPDS )
Suspeitos de divulgar mensagens com ameaças a policiais penais responderão por incitação ao crime (Foto: divulgação/SSPDS )

Irmãos de 29 e 34 anos vão responder na Justiça por incitação ao crime após serem apontados como responsáveis por compartilhamentos de mensagens com ameaças de morte contra policiais penais do Ceará. A informação é da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). A descoberta das mensagens de aplicativo aconteceu na quarta-feira, 12. Houve integração entre  o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) para identificá-los.

Policiais civis da 11ª Delegacia do DHPP, que é responsável por apurar crimes contra agentes da segurança pública do Estado, investigavam mensagens em grupos de um aplicativo de mensagens instantâneas. O conteúdo das mensagens era de ameaça de morte aos policiais penais. Uma mulher de 34 anos foi identificada e policiais foram à residência dela no bairro São João do Tauape. No local, ela revelou que repassou a mensagem para outras pessoas.

O irmão dela, de 29 anos, que reside no bairro Barroso, em Fortaleza, afirmou ter compartilhado a mensagem aos contatos pessoais. Conforme a SSPDS, ele confirmou que viu a conteúdo em um grupo e repassou adiante. Na residência dele, policiais apreenderam 12 embalagens de maconha, materiais para embalar droga e uma quantia em dinheiro. Ele também vai responder por posse de drogas para consumo pessoal.

Os irmãos foram encaminhados para a sede do DHPP para prestar depoimento. Eles assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) de incitação ao crime e posse de drogas. Ambos também deverão responder pelas condutas apuradas pela Polícia Civil. Os aparelhos celulares dos suspeitos foram apreendidos e serão analisados. Os nomes dos irmãos não foram divulgados.

 

Com informações da SSPDS