PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

#ExposedFortal: Polícia faz busca e apreensão contra alvos de denúncias de importunação sexual

Denúncias ganharam força após a hashtag #ExposedFortal repercutir nas redes sociais.

11:06 | 06/07/2020
FORTALEZA-CE, BRASIL, 01-06-2020: André Costa, secretário de Segurança do Estado do Ceará.   (Foto: JÚLIO CAESAR)
FORTALEZA-CE, BRASIL, 01-06-2020: André Costa, secretário de Segurança do Estado do Ceará. (Foto: JÚLIO CAESAR)

Atualizada às 12h15min

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) cumpre mandados de busca e apreensão contra alvos de denúncias de importunação sexual a adolescentes em Fortaleza por parte de alunos e professores. A informação foi divulgada pelo titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa. Denúncias ganharam força após a hashtag #ExposedFortal repercutir nas redes sociais.

+LEIA TAMBÉM | #ExposedFortal: alunas de escolas estaduais denunciam assédio por parte de professores
professores de escolas particulares de Fortaleza são acusados de assédio

"Policiais civis da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca) e da Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) estão nas ruas para cumprir mandados de busca e apreensão contra alvos do #exposedfortal", escreveu o secretário no Twitter.

Polícia Civil apura caso de grupo que estaria compartilhando fotos íntimas de meninas

Em nota, a Polícia Civil afirmou que os mandados foram cumpridos primeiras horas desta segunda-feira. Além da Dceca e DCA, que conduzem o trabalho investigativo, ação tem apoio do Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV) e do Departamento de Inteligência Policial (DIP) da PCCE.

"Peritos da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) participaram da operação que resultou nas apreensões de celulares, computadores e HDs. O material foi recolhido dos imóveis alvos da operação e encaminhado para Pefoce para extração de informações e análise do conteúdo dos dispositivos. Para não comprometer o trabalho policial, mais detalhes serão passados em momento oportuno", diz a nota.

+ Saiba como orientar crianças e adolescentes sobre consentimento, assédio e violência sexual