PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Polícia prende chefe de organização criminosa na Capital

Os policiais chegaram ao paradeiro de Welber de Góes Guerra Sobrinho, 33, conhecido como "Magão". A prisão preventiva e temporária é motivada pelos crimes de dois homicídios, ocorridos em 2019

00:00 | 04/07/2020

Uma ação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) resultou no cumprimento de dois mandados de prisão preventiva e temporária pelos crimes de dois homicídios executados por Welber de Góes, vulgo "Magão", homem apontando como chefe de uma organização criminosa da capital. A ação de captura aconteceu na manhã da última quinta, 2, no Bairro Vila Velha. Os crimes cometidos por ele teriam ocorrido em 2019.

Durante as buscas, os policiais chegaram ao paradeiro de Welber de Góes Guerra Sobrinho, 33, conhecido como “Magão”, com antecedentes criminais por crime contra administração pública. Ele foi encontrado em um imóvel no bairro Vila Velha e é suspeito de cometer os crimes em maio de 2019.

Segundo os levantamentos policiais, uma das vítimas de “Magão” seria o Mateus Christian Galdino da Silva, 19, com passagem por porte ilegal de arma de fogo e por integrar organização criminosa. Ele foi atingido por diversos disparos de arma de fogo e veio a óbito, em maio de 2019, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

A segunda vítima de “Magão” foi Miro Alves Gomes, 27, sem antecedentes criminais. De acordo com os apontamentos policiais, ele teria sido surpreendido em sua residência, também na Caucaia, por homens encapuzados e logo depois foi morto. O crime também ocorreu em maio do ano passado e nele foi constatado o envolvimento de “Magão”. De acordo com a Polícia, a motivação dos crime seria uma desavença da vítima com “Magão” relacionada ao domínio de território.

O homem foi encaminhado para o 18º Distrito Policial, onde prestou esclarecimentos sobre os fatos. A Polícia Civil agora apura a participação do suspeito em outros crimes.