PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Agefis notifica 25 estabelecimentos quanto aos padrões de higiene na manipulação de alimentos

Ao todo, a Agência de Fiscalização de Fortaleza realizou inspeções em 40 restaurantes e lanchonetes para verificar a higiene durante a manipulação dos alimentos

Alan Magno
21:50 | 29/06/2020
Agefis realiza 40 inspeções em restaurantes e lanchonetes para verificar a higienização na manipulação de alimentos
 (Foto: Divulgação Agefis)
Agefis realiza 40 inspeções em restaurantes e lanchonetes para verificar a higienização na manipulação de alimentos (Foto: Divulgação Agefis)

Na Capital, 25 restaurantes e lanchonetes foram notificados por desrespeitarem os padrões sanitários de higiene no que diz respeito a manipulação dos alimentos. A vistoria foi feita pela agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) que visitou 40 estabelecimentos entre 25 de maio a 26 de junho. Apenas 15 atenderam os padrões seguros estabelecidos pelas legislações sanitárias vigentes e pelos protocolos setoriais dos decretos municipais e estaduais de enfrentamento à pandemia de coronavírus. .

Dentre os pontos verificados durante a vistoria então, essencialmente medidas básicas de segurança, incluindo o uso obrigatório de máscaras, tanto por funcionários, quanto por clientes e a disponibilização de álcool em gel 70% para a higienização dentro do estabelecimento. O distanciamento mínimo entre as pessoas no interior dos restaurantes e lanchonetes, estabelecido entre 1,5 metro em filas e 2 metros em mesas de restaurantes também foi verificado. A manipulação e fabricação dos alimentos completa os itens essenciais analisados pela fiscalização.

Nos estabelecimentos que ofertavam a opção de entrega, houve uma verificação a mais das condições de higiene deste serviço. Agefis analisou a higienização do capacete, da moto e do compartimento de transporte de alimentos. Quanto ao recebimento das entregas pelos entregadores, o órgão pontuou a necessidade destes se organizarem em fila, respeitando o limite mínimo de 1,5 metros entre si.

Todos os pontos visitados pela Agefis receberam orientações quanto à prevenção da disseminação da Covid-19. Máscaras de tecido e laváveis também foram entregues pela equipe de vigilância sanitária da entidade. O núcleo fiscaliza ainda clínicas médicas e odontológicas, farmácias, indústrias, restaurantes e supermercados, entre outros locais com grande circulação de pessoas e ou que possam envolver algum risco sanitário em seu funcionamento ou nos serviços prestados.

Somente no mês de junho, entre os dias 1º e 28, último domingo, foram realizadas 1.052 ações ações de monitoramento, dispersões de aglomerações, abordagens a estabelecimentos e ordenamento de filas. Destas ações, 19 ocorreram em shoppings, 25 foram encerramentos de feiras ao ar livre e 355 dizem respeito ao fechamento de estabelecimentos por descumprimento das medidas do decreto.

As ações buscam assumir um caráter educativo, “para que a população e os estabelecimentos adotem essa etiqueta sanitária para prevenção e diminuição da taxa de contaminação do vírus na nossa Cidade”, explica a gerente de Elaboração de Planos de Fiscalização e fiscal de Vigilância Sanitária da Agefis, Lianna Campos, ao divulgar a ação.