PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Senac faz evento online para falar sobre retomada do turismo no Ceará; confira programação

A programação do Tudo em Casa Fecomércio acontece de 15 a 19 de junho nas redes sociais da escola

Gabriela Feitosa
10:35 | 15/06/2020

A retomada do turismo é tema de evento online do Senac Ceará, escola de educação profissional administrada pelo Sistema Fecomércio. Programação começa nesta segunda, 15, e vai até sexta, 19 de junho. Encontro vai discutir quais cuidados o setor turístico deve ter ao retornar as atividades. Eventos, turismo interno e de experiência e hotelaria serão algumas das áreas abordadas. Evento encerra com um webinar (conferência online no YouTube) com inscrições gratuitas.

Cíntia Oliveira, consultora do Senac Ceará nas áreas de Turismo e Eventos, contou ao O POVO que, apesar de a retomada do turismo fazer parte da fase 4 do Plano Responsável de Abertura das Atividades Econômicas e Comportamentais do governo, é preciso pensar com antecedência e preparar o setor para o novo momento. "A gente precisa trabalhar com planejamento prévio. O Ministério do Turismo divulgou um protocolo com sanitário para a retomada do setor, mas as empresas precisam conhecer o novo contexto para se adequar", explica Cíntia.

A partir disso, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) irá realizar o encontro virtual para compartilhar informações com trabalhadores do ramo e público em geral. A semana será toda dedicada ao tema, com lives, vídeos e o webinar. Entre os assuntos que serão tratados estão dicas para agências de viagens, tendências em eventos e os novos protocolos sanitários exigidos.

Leia também | Saiba como ficarão atividades de cinema, shows e entretenimento com o novo decreto de abertura gradual da economia no Ceará

A consultora do Senac mostrou-se positiva em relação à retomada do setor, mas ressaltou que ela deve acontecer de forma lenta e gradual. Cíntia disse que objetivo da programação é também abordar esse processo e ajudar trabalhadores do ramo a entenderem as novas mudanças. De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), as perdas do setor, entre os meses de março e maio no Brasil, somam R$ 88 bilhões. No Ceará, o número chega a R$ 1,88 bilhão.

Uma delas citada pela consultora é a mudança de hábito no turismo: segundo Cíntia Oliveira, o turismo interno deve crescer. Isso significa que brasileiros irão dar preferência à viagens internas. O mesmo acontece regionalmente. Outros setores dentro do turismo que também podem crescer é o Turismo de Experiência e o Ecoturismo na opinião da consultora. "E o Ceará é muito forte nisso. O estado antes era procurado pelo sol e praia, mas também temos forte turismo ecológico, cultural", complementou. Ela até comentou sobre a região do Cariri, que terá live dedicada para ela.

Segundo plano de retomada, serviços de turismo e evento devem retornar com atividades a partir do dia 20 de julho. Conforme Cíntia, existem uma série de medidas que podem auxiliar a retomada, que vão das mais simples e baratas até mais caras. O tema também fará parte do evento online do Senac. Outras questões como resíduos sólidos e seu descarte também serão abordados.

Sobre a programação

A programação da semana começa com a live A Retomada Responsável do Turismo no Estado do Ceará, que acontece nesta segunda-feira, 15,, às 17 horas. A live será conduzida pela presidente do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio-CE (CETUR), Circe Jane Teles da Ponte, e terá participação de Régis Medeiros (Presidente da ABIH CE); Enid Câmara (Presidente da ABEOC CE) e Alberto Augusto (Presidente do Sindicato dos Guias de Turismo do Ceará). Toda a programação será transmitida no perfil do Senac Ceará no Instagram (@senacce).

Na terça-feira, 16, também às 17h, haverá a live Eventos Híbridos e Virtuais – Os Bastidores na Organização de Grandes Eventos. Dessa vez, a moderação fica por conta da instrutora de Eventos do Senac Malu Cavalcanti. Participarão da live Davi Saraiva, expert na área de Transmissão Online e CEO do Grupo Qualymusic, e Cid Hertz, diretor da SPLASH Eventos e professor universitário.

Ao longo da semana, o Senac publicará vídeos com dicas de instrutores da instituição sobre outros assuntos relacionados aos setores. Os temas incluem turismo de experiência no Cariri, fidelização de clientes e retomada nas agências de viagens e descarte de resíduos na hotelaria durante o período de pandemia. Os vídeos também serão divulgados no Instagram do Senac Ceará.

Protocolos para hotéis (Webinar)

Os hotéis foram bastante impactados pelas perdas neste período de pandemia e têm um grande desafio pela frente: impedir a proliferação do vírus em seu interior. Com uma grande circulação de pessoas vindas de todos os lugares do mundo, esses estabelecimentos precisam de cuidados extras no novo contexto.

Essas medidas e as melhores formas de coordená-las serão o tema do webinar A atuação da Governança Hoteleira na implantação de novos protocolos de higienização e limpeza de UHs, que acontece na sexta-feira (19), a partir das 17h, através de videoconferência.

Com as participações de Ricardo Luís Paiva de Miranda, empresário e consultor de higienização profissional; Dulce Miranda, gerente geral do Carmel Cumbuco e Roberto Maia Farias, coordenador de hotelaria hospitalar do Hospital Regional Unimed, o evento será mediado pela consultora de Turismo, Hospitalidade e Lazer do Senac, Cíntia Oliveira.

As inscrições para o webinar são gratuitas e podem ser realizadas por meio do link .

As lives ficarão salvas nas redes sociais do Senac

Instagram
Facebook
YouTube (apenas para o webinar)

Protocolos sanitários do Ministério do Turismo para a retomada do setor

O Ministério do Turismo divulgou no dia 4 de junho, em live com o trade turístico, os protocolos sanitários recomendados para 15 segmentos turísticos que desejam solicitar o selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”. A expectativa da Pasta é que a adoção das medidas contribua para a retomada do setor ao atender as novas exigências do turista cada vez mais atento à questão da segurança e higiene. Os protocolos foram construídos em parceria com o trade, levando em consideração diretrizes internacionais, e contou com a validação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As informações são do site do ministério.

A iniciativa tem como objetivo auxiliar o turista que, na retomada das viagens, irá procurar por estabelecimentos turísticos que assegurarem o cumprimento de, por exemplo, requisitos de higiene e limpeza para prevenção da Covid-19. Estão disponíveis protocolos para: Meios de Hospedagem; Agências de Turismo; Transportadoras Turísticas; Organizadoras de Eventos; Parques Temáticos; Acampamentos Turísticos; Restaurantes, Cafeterias, Bares e similares; Parques Temáticos Aquáticos; Locadoras de veículos para turistas, Guias de Turismo, entre outros.

“Com essa iniciativa, o Brasil se posiciona no cenário doméstico e internacional como um destino seguro e preparado para atender um novo perfil de turista que surgirá após a pandemia. Um turista mais interessado e preocupado com a adoção de medidas sanitárias e de higiene. O selo criado pelo Ministério do Turismo é gratuito e será utilizado em todo o Brasil, sendo um diferencial extremamente relevante nesse “NOVO” turismo. Apesar de trabalharmos neste momento com 15 segmentos turísticos, poderemos ampliar esses protocolos a qualquer momento”, comentou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

A criação do selo de boas práticas em questões associadas à biossegurança é a primeira etapa do Plano de Retomada do Turismo Brasileiro, coordenado pelo MTur a fim de minimizar os impactos da pandemia e preparar o setor para um retorno gradual às atividades. O selo estará vinculado ao Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur).

Selo

Para solicitar o selo, o interessado deve acessar o site da iniciativa, ler as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e estar com situação regular no Cadastur. Em caso positivo, ele adere à autodeclaração que atende os pré-requisitos determinadas e é encaminhado para uma área do site onde pode realizar o download do selo para impressão.

O selo, que é totalmente gratuito, deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Além disso, possibilitará a realização de denúncias em caso de descumprimento o que poderá resultar em revogação do selo. Em caso de empresas, o selo já se encontra disponível. No caso dos guias de turismo, ele deverá estar disponível em cerca de 20 dias.