PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Defensoria Pública auxilia detidos em delegacia após manifestação em Fortaleza

Polícia Militar deteve ao menos doze manifestantes na tarde deste domingo,7

Ítalo Cosme
18:01 | 07/06/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 07.06.2020:  Polícia entra em confronto com manifestantes na Praça Portugal. (Foto: Fabio Lima / O Povo) (Foto: FABIO LIMA)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 07.06.2020: Polícia entra em confronto com manifestantes na Praça Portugal. (Foto: Fabio Lima / O Povo) (Foto: FABIO LIMA)

Atualizado às 22h07min

Um defensor público, integrante do Grupo de Ações Integradas de Apoio aos Eventos Promovidos por Movimentos Sociais da Defensoria Pública do Ceará, foi ao 2º Distrito Policial (DP), no bairro Meireles, para auxiliar pessoas detidas durante manifestação em defesa da democracia em Fortaleza.  Grupo de dez pessoas foi preso na tarde deste domingo, 7, conforme o órgão. 

No entanto, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirma que foram sete autuados. A ação da polícia resultou na prisão de uma mulher e na condução de outras seis pessoas, que responderão a Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCOs). 

Entre os detidos está o jornalista e ativista Ari Areia (Psol). O militante foi preso enquanto transmitia ao vivo o protesto nas redes sociais. Outros ainda não foram identificados. Todos foram liberados no início da noite deste domingo. 

Em nota, a equipe do artista negro Ari Areia afirmou que, segundo testemunhas, "agentes de segurança do estado falaram: “ é esse aí”" antes de prendê-lo. O ativista é primeiro suplente de deputado estadual do PSOL no Ceará. 

 

Veja galeria de foto do protesto:

Clique na imagem para abrir a galeria

O Grupo de Trabalho da Defensoria, em atividade desde junho de 2015, atua em força-tarefa para acompanhar manifestações populares e orientar à população. O apoio visa inibir violação de direitos, de evitar excessos através de mediações e esclarecer à população, sociedade civil e movimentos sociais.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) afirmou que a Polícia Militar foi destacada à Praça Portugal para cumprir às medidas de isolamento social rígido estabelecidas no Decreto Estadual nº 33.574, que visa conter a propagação do Coronavírus (Covid-19) no Ceará. O órgão não informou sobre o efetivo usado nem quantas pessoas foram detidas.

"A mobilização dos profissionais das Forças de Segurança tem como objetivo coibir aglomerações de pessoas que possam se reunir em manifestações pelos bairros da Capital, o que põe em risco a saúde da população", justifica o texto. Viaturas do Raio e do Batalhão de Choque estão no local. Um helicóptero também sobrevoo a região.

Sobre a área bloqueada, o órgão afirma que a liberação deve acontecer de forma gradativa, na medida em que as pessoas sejam dispersadas. "As ocorrências registradas na região serão encaminhadas para o 2º Distrito Policial da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), onde cada caso será avaliado e será feito o procedimento devido. A atuação das equipes continuará enquanto forem percebidas aglomerações na região."