PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Canal do Conjunto Ceará transborda após tarde de chuvas; veja vídeo

Um grupo de curiosos chegou a se aglomerar nas margens do canal para registrar o fluxo do imenso volume de água dentro do canal

Alan Magno
20:52 | 23/04/2020
Carros tiveram dificuldade de atravessar as avenidas C e F, no Conjunto Ceará
Carros tiveram dificuldade de atravessar as avenidas C e F, no Conjunto Ceará (Foto: Letteliê Silva via WhatsApp O POVO)

O canal localizado ao longo da extensão da avenida C, no bairro Conjunto Ceará, transbordou após as fortes chuvas da tarde desta quinta-feira, 12. As águas a faixa de água formaram forte correnteza, alagando as vias em seu entorno e dificultando o trânsito. Diversos moradores ficaram ilhados em suas casas.

Um grupo de curiosos chegou a se aglomerar nas margens do canal para registrar o fluxo do imenso volume de água dentro do canal, desrespeitando as medidas de segurança quanto a propagação do novo coronavírus.

No vídeo enviado por leitor do O POVO, é possível observar a reação de espanto dos moradores ao presenciarem a grande correnteza que se formou no canal. Os veículos que tentavam passar pela avenida C ou F enfrentaram dificuldades e reagiram com humor diante dos transtornos gerados pelas chuvas.

O autor do registro, Letteliê Silva, morador da região afirma nunca ter visto o canal do bairro com um fluxo tão forte de água.

Segundo dados do monitoramento da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), em Fortaleza, na última hora foi registrado 6,2 milímetros de chuva. O total acumulado desde a madrugada da noite de quarta-feira, 22, é de 9 milímetros. A previsão é de que amanhã novas chuvas voltem a atingir a Capital.

>> Na terça-feira, Fortaleza teve madrugada de raios e chuva forte

O POVO entrou em contato com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), para questionar sobre os alagamentos no Conjunto Ceará e demais regiões de Fortaleza, registrados nesta quinta-feira, 23, mas ainda não obteve retorno.

(Foto e vídeo: Letteliê Silva via WhatsApp O POVO)