PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Colégio Batista Santos Dumont completa 70 anos neste domingo

Celebração acontecerá na segunda-feira, 2, nas quatro sedes da escola

Matheus Facundo
09:19 | 01/03/2020
Colégio Batista celebra 70 anos como uma das instituições mais tradicionais de Fortaleza.
Colégio Batista celebra 70 anos como uma das instituições mais tradicionais de Fortaleza. (Foto: Divulgação)

Fundado em 1º de março de 1950 por um casal de missionários dos Estados Unidos, o Colégio Batista Santos Dumont completa 70 anos de história neste domingo, 1º. Atualmente conta com quatro unidades nos bairros Edson Queiroz, Varjota, Cambeba e Aldeota - a primeira sede, na rua Desembargador Leite Albuquerque.

Outro colégio tradicional e religioso também completa aniversário neste domingo, o Colégio Santo Inácio, que chega aos seus 60 anos.

O professor Isac Coelho, diretor do Batista Santos Dumont, conversou com O POVO sobre a importância destas sete décadas de fundação. Segundo o gestor, o casal de missionários americanos, Burton e Sarah Davis, chegaram à Capital com o objetivo de criar uma instituição que fosse referência em educação.

"Na verdade, o objetivo não era nem financeiro e nem proselitista. A intenção não era levar as pessoas a serem batistas, mas sim ter um colégio de excelência educacional. Nós sempre estivemos na vanguarda da educação. Aos 70 anos, sempre vamos inovando", afirma o professor.

Além da referência acadêmica, para o professor, o Batista Santos Dumont é conhecido pela sua arquitetura imponente da fachada da sede Aldeota: "Nunca mudamos a fachada e a arquitetura, é uma das nossas marcas".

Ensino

O diretor afirma que o Batista foi um dos pioneiros, em Fortaleza, na implantação da informática como método de ensino. "A gente traz muita a tecnologia na sala de aula. Implantamos também projetos de iniciação empreendedora, que mais tarde foi copiada por outros colégios. Tentamos sempre estar à frente de nosso tempo", expõe o professor.

As atividades extracurriculares também marcam o ensino do Batista. "Temos um grupo de dança premiado internacionalmente, o Grupo Batista de Dança (GBD). Ano passado ganhamos um prêmio de jazz nos Estados Unidos. Somos um colégio com riqueza de atividades", comenta o diretor.

Acima de tudo, Isac Coelho afirma que o colégio valoriza a formação integral de cada aluno. "Nosso slogan é 'Colégio Batista: a escola da vida'. Para nós, o aluno vem em primeiro lugar. Nós queremos que eles cheguem em primeiro lugar aonde forem".

Afeto

"Na escola, eu aprendi que valores são importantes de serem seguidos e que virtudes são valores que aprendemos na pele". É assim que o estudante de medicina João Pedro Sousa descreve a sua trajetória no Colégio Batista Santos Dumont, onde estudou dos dois aos 15 anos de idade.

Lá, ele conta que teve sua personalidade moldada para ter empatia com o próximo. "E, acima de tudo, lá eu entendi que família se constrói com o coração, desde a tia que encerava o piso de cera vermelho até o professor que dizia que você ia ser o maior médico do mundo. As pessoas que conheci lá estão entranhadas em cada fibra do meu coração e nunca vou esquecê-las", afirma.

As memórias vêm desde a alfabetização. O estudante relata que certo dia sua mãe demorou a ir buscá-lo e que uma professora tomou conta dele. Mais tarde, ele descobriu que sua mãe havia se envolvido em um acidente de carro. "Ela cuidou de mim, ela ficou ali sem precisar. Por mim. Talvez ela não lembre disso hoje, mas ali eu percebi o motivo de eu estar no mundo", conta.

Celebração

Na próxima segunda-feira, 2, em todas as quatro sedes da escola haverá um momento de hasteamento da bandeira do colégio e também discurso de professores. Conforme o diretor Isac Coelho, as atividades de comemoração dos 70 anos devem continuar durante todo o ano de 2020 com cultos e encontros de ex-alunos, professores e diretores.