PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Compensação salarial para policiais por metas de redução de criminalidade será extinta

O novo salário, que passará a vigorar em dezembro de 2022, vai incorporar as gratificações na remuneração fixa, fato que extingue as bonificações por metas

Matheus Facundo
20:26 | 13/02/2020
Coletiva para expor resultado da reunião sobre acordo salarial na Assembleia Legislativa. Na foto: Capitão Wagner e Soldado Noelio
Coletiva para expor resultado da reunião sobre acordo salarial na Assembleia Legislativa. Na foto: Capitão Wagner e Soldado Noelio (Foto: DEÍSA GARCÊZ/Especial para O POVO)

Com o novo acordo sobre reajuste salarial de policiais militares do Ceará, o sistema de cumprimento de metas de redução de criminalidade como compensação na remuneração deixará de existir. A informação foi confirmada ao O POVO pela Casa Civil do Ceará na noite desta quinta-feira, 13.

O novo salário, que passará a vigorar em dezembro de 2022, vai incorporar as gratificações na remuneração fixa, fato que extingue as bonificações por metas.

Este sistema de gratificações estava ativo desde 2014. O incremento no salário dos agentes era até de R$ 2 mil. Para obterem as gratificações, os agentes de segurança tinham de reduzir índices de crimes contra a vida (como assassinatos e latrocínios) e crimes contra o patrimônio (como roubos e furtos).

O novo salário representa um incremento de R$ 495 milhões, juntando todos os cargos. Soldados da Polícia Militar passarão a ganhar R$ 4.500 a partir de dezembro de 2022, por exemplo.