PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Encontro e série de oficinas trazem vivência com a espiritualidade africana

Programação começa nesta quarta-feira, 29, e segue até domingo, 2. Valores arrecadados serão revertidos para campanha solidária

11:11 | 29/01/2020

Conhecer diferentes espiritualidades e compreender a forma como elas influenciam nas práticas individuais e coletivas cotidianas. Este é o norte motivador de uma série de oficinas e de encontro que começam nesta quarta-feira, 29, e seguem até domingo, 2. Organizada pela Comunidade Madinatu Munawara e pelo Núcleo Artístico Latitudes Africanas, da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), o encontro "Espiritualidade africana: rezar e meditar para se libertar" mostra mais uma maneira de perceber e viver a espiritualidade. O evento acontece no sábado no Espaço Sawi/Madinatu, na Praia do Futuro. 

"Teremos um momento de meditação e também uma roda de conversa para que a gente possa se empoderar cada vez mais e ajudar no empoderamento daqueles que mais precisam", explica a fotógrafa e terapeuta Roberta Braga que guiará a meditação. "É um convite para parar e se conectar com um aspecto divino que habita em cada um de nós. E claro também é um momento para o equilíbrio tão necessário para o bem-estar e a saúde."

Já as oficinas também fazem parte da proposta de espiritualidade compreendida pela comunidade Madinatu Munawara, "o sagrado se manifesta em cada pessoa e em todas as culturas do mundo de várias maneiras", e integram dois momentos. Serão levantadas reflexões sobre temáticas despertadas pelas danças e letras das músicas e, em seguida, as danças em si. Segundo seus organizadores, o repertório de ritmos africanos escolhido visa proporcionar diálogos entre as subjetividades individuais e coletivas. "O objetivo é trabalhar bem-estar do corpo e do espírito na sua integração com a comunidade da vida cósmica", conta o congolês, radicado no Brasil há 20 anos, Bas'llele Malomalo.

Os valores arrecadados serão revertidos para a Comunidade Madinatu Munawara que assiste cerca de 50 crianças da aldeia Keur Baba Alima, no Senegal. Com ramificações pelo Brasil nas cidades de Salvador e, mais recentemente, em Fortaleza, a CMM - que tem como fundador o Sheik Modibo Dadiarra (líder espiritual conhecido como Grand Papa) - traduz-se em uma associação internacional beneficente, sem fins lucrativos, cuja missão é, segundo seus representantes, "viver o amor incondicional e praticar a solidariedade universal". 

SERVIÇO

Oficinas Ecoespiritualidade e Danças Africanas

Quando: 29/1, das 19h30 às 21h30
Onde: Espaço Biodança para Bem Viver - rua Campo Amor Rocha, 93, 2º andar, Fátima

Quando: 31/1, das 19h às 21h
Onde: Casa Cuidado Sagrado - rua Isaac Meyer, 281, Meireles

Quando: 2/2, das 16h às 18h
Onde: Espaço Rayzel - rua Dr. José Lourenço, 3271, Joaquim Távora

Colaboração: R$ 35. Inscrições pelo telefone/WhatsApp (85) 99677 8080

Encontro espiritualidade africana: rezar e meditar para se libertar

Quando: 1º/2, às 18 horas
Onde: Espaço Sawi/Madinatu - avenida Carlos Jereissati, 1948, Praia do Futuro
Gratuito
Informações: (85) 99677 8080