PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Integração entre metrô e ônibus em Fortaleza deve acontecer ainda em 2020

A integração entre os sistemas da Etufor e Metrofor se arrasta desde 2014, quando as operações comerciais do metrô tiveram início

Lucas Braga
16:29 | 07/01/2020
Prefeito Roberto Cláudio, em coletiva nesta terça, 7 de janeiro
Prefeito Roberto Cláudio, em coletiva nesta terça, 7 de janeiro (Foto: Divulgação/Marcos Moura/Prefeitura de Fortaleza)

Veículos leves sobre trilhos (VLTs) e metrô devem ser integrados ao sistema de transporte público de Fortaleza ainda em 2020. A previsão do prefeito Roberto Cláudio (PDT) foi anunciada na manhã desta terça-feira, 7, em coletiva de imprensa realizada no Paço Municipal.

A integração entre os sistemas da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor) se arrasta desde 2014, quando as operações comerciais do metrô tiveram início.

Listen to "Roberto Cláudio explica por que não haverá aumento na passagem de ônibus em 2020" on Spreaker.

No ano passado, o Estado informou que o Bilhete Único Metropolitano (BUM) será utilizado no processo de pagamento. De acordo com nota divulgada pela empresa, à época, "a integração tarifária do Metrô de Fortaleza com as linhas de ônibus urbano e interurbano (dos municípios da Região Metropolitana) será feita por meio da utilização do BUM no sistema metroviário". O desconto no pagamento da segunda passagem será possível a partir de subsídio dado pelo Governo do Ceará. 

Nesta terça, o prefeito de Fortaleza lembrou que a bilhetagem do VLT deve funcionar ao longo de 2020. “Bicicletas, vans e ônibus já são integrados. Agregar VLT e metrô é outro atrativo ao uso do transporte coletivo”, defendeu, lembrando da segurança e menor impacto ambiental em comparação a carros e motos.

Roberto Cláudio anunciou ainda que pesquisa sobre como o fortalezense se desloca deve sair ainda neste semestre. “Vai nos ajudar a dar mais eficiência no transporte público, redimensionar linhas e torná-las mais rápidas”.

Passagem de ônibus congelada em Fortaleza

Conforme O POVO noticiou nesta segunda, 6, o atual valor da tarifa de ônibus será mantido, pelo menos até novembro de 2020. A decisão foi tomada após reunião com entidades representantes do setor de transportes. A passagem continuará custando R$ 3,60 a inteira, e R$ 1,60 a tarifa estudantil.

No ano passado, o aumento foi de 5,88%, anunciado em janeiro. Na época, a passagem passou de R$ 3,40 para R$ 3,60. A tarifa estudantil foi de R$ 1,50 para R$ 1,60.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) chegou a solicitar um aumento de R$ 0,06 por passagem, mas a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) recusou a proposta. "Temos o entendimento de que há uma crise econômica: a renda está mais curta e a inflação tem diminuído o poder aquisitivo. É um ato de sensibilidade, entendendo que o transporte público é parte importante das despesas mensais do trabalhador”, disse o prefeito.

Ele negou que a medida possa ter impacto na campanha eleitoral de seu sucessor. “A preocupação não pode ser essa. A preocupação tem que ser o cidadão. Outras capitais tomaram a mesma decisão, como Salvador”, disse.

O segundo motivo, de acordo com o gestor, é que há redução da procura pelos serviços de transporte público e, consequentemente, redução do número de passageiros. Possivelmente, a migração parcial a transportes via aplicativos é uma das causas.

Roberto Cláudio explicou, ainda, que foi possível congelar o valor mesmo com os prejuízos contabilizados após os ataques a ônibus em 2019 e o reajuste dos combustíveis. "Aumentar a tarifa neste momento pode, inclusive, agravar a situação do sistema ao longo do ano. As consequências seriam reduzir frota, número de linhas e comprometer a qualidade do serviço”, completou.

Além da manutenção do valor da tarifa, estratégias para manter o número de passageiros tem sido aumentar o número de ônibus com ar-condicionado e Wi-Fi; ampliar corredores e faixas exclusivas; e associar serviços aos terminais, como vapt-vupts, centrais de medicamentos e cinemas. RC destacou que Fortaleza continua sendo a capital brasileira com a tarifa única mais barata de transporte público integrado.

Relembre o histórico das tarifas de ônibus em Fortaleza desde o início do Plano Real:

1994 - R$ 0,40 (PREFEITO ANTÔNIO CAMBRAIA)

1995 - R$ 0,54 (PREFEITO ANTÔNIO CAMBRAIA)

1996 - R$ 0,70 (PREFEITO ANTÔNIO CAMBRAIA)

1997 - R$ 0,70 (PREFEITO JURACI MAGALHÃES)

1998 - R$ 0,76 (PREFEITO JURACI MAGALHÃES)

1999 - R$ 0,80 (PREFEITO JURACI MAGALHÃES)

2000 - R$ 0,90 (PREFEITO JURACI MAGALHÃES)

2001 - R$ 1,00 (PREFEITO JURACI MAGALHÃES)

2002 - R$ 1,00 (PREFEITO JURACI MAGALHÃES)

2003 - R$ 1,50 (PREFEITO JURACI MAGALHÃES)

2004 - R$ 1,60 (PREFEITO JURACI MAGALHÃES)

2005 - R$ 1,60 (PREFEITA LUIZIANNE LINS)

2006 - R$ 1,60 (PREFEITA LUIZIANNE LINS)

2007 - R$ 1,60 (PREFEITA LUIZIANNE LINS)

2008 - R$ 1,60 (PREFEITA LUIZIANNE LINS)

2009 - R$ 1,80 (PREFEITA LUIZIANNE LINS)

2010 - R$ 1,80 (PREFEITA LUIZIANNE LINS)

2011 - R$ 2,00 (PREFEITA LUIZIANNE LINS)

2012 - R$ 2,20 (PREFEITA LUIZIANNE LINS)

2013 - R$ 2,20 (PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO)

2014 - R$ 2,20 (PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO)

2015 - R$ 2,40 (PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO)

2015 - R$ 2,75 (PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO)

2016 - R$ 2,75 (PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO)

2017 - R$ 3,20 (PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO)

2018 - R$ 3,40 (PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO)

2019 - R$ 3,60 (PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO)

2020 - R$ 3,60 (PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO)