PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Operação apreende seis veículos por prática de poluição sonora

Foram presos sete homens, sendo cinco prisões em flagrante e dois Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO)

18:53 | 15/12/2019
A Polícia Civil nomeou a operação de Marulho
A Polícia Civil nomeou a operação de Marulho (Foto: FOTO: Divulgação/Delegacia de Cascavel )

Uma operação denominada Marulho, que tem como objetivo coibir a poluição sonora nas praias da Caponga e Águas Belas, em Cascavel, foi deflagrada na madrugada deste domingo, 15. Foram apreendidos seis veículos com aparelhagem de alta potência. As informações são da Delegacia de Cascavel.

De acordo com o delegado Josafat Filho, a ação foi conjunta entre Polícia Civil (Delegacia de Cascavel e Delegacia do Meio Ambiente), Polícia Militar (POG, Batalhão do Meio Ambiente e Raio) e da Secretaria de Segurança Pública de Cascavel (Guarda Municipal Civil e Demutran).

Foram presos sete homens, sendo cinco prisões em flagrante e dois Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO). Eles não tiveram os nomes divulgados pela Polícia Civil. As abordagens aconteceram em vias públicas de Caponga e Águas Belas.

"As prisões se deram por emissão de sons que variaram entre 66dB e 88dB, podendo causar vários danos a saúde humana, além de incomodar o sossego alheio.

Operações como essa se repetirão frequentemente no litoral de Cascavel (Caponga, Águas Belas e Barra Nova) a fim de possibilitar o sono tranquilo de moradores e turistas ", divulgou.

A Operação foi batizada com o nome Marulho, que representa o som das ondas do mar. "Esse é o único som que os moradores e turistas da localidade desejam durante a madrugada. Devido a natureza dos crimes, a identidade dos infratores será preservada", informou o delegado.