PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

MP pede arquivamento de inquérito sobre morte de adolescente suspeito de assalto

Órgão entendeu que sargento do Exército agiu em legítima defesa. Ele é pai de PM que está preso, suspeito de assassinato ocorrido pouco mais de uma semana após o assalto ao sargento

20:40 | 03/12/2019

O Ministério Público Estadual (MPCE) requereu o arquivamento do inquérito policial que investiga a morte do adolescente Rauan Keven da Conceição, de 14 anos, ocorrida em 29 de outubro último, no bairro Jangurussu. O órgão ministerial entendeu que a morte ocorreu em legítima defesa. O adolescente teria tentado roubar um sargento reformado do Exército, ao lado de um comparsa, também menor de idade. Este último ainda ficou ferido na ação.

Conforme parecer do MPCE, os dois tentaram o assalto em uma academia do bairro. Rauan teria ordenado a um funcionário do estabelecimento que entregasse as chaves de uma moto que estava no estacionamento do local, afirmou em termo de declaração o adolescente sobrevivente. O comparsa ainda disse que Rauan o convidou para realizar "alguns assaltos". Ele portaria uma espingarda, que estava enrolada dentro de um saco plástico.

"Predominam elementos de prova no sentido de que (o militar) agiu utilizando-se moderadamente dos meios que detinha para repelir injusta agressão atual", entendeu o MPCE.

O sargento é pai do policial militar Halley Handroskowy Magalhães Martins, preso por força de mandado de prisão temporária expedido em 20 de novembro último. O PM é suspeito de um homicídio ocorrido em 9 de novembro, no bairro Conjunto Palmeiras, cuja vítima é Alisson Xavier Lima, de 22 anos.