PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Murilo Gun dá dicas de como empreender na vida

Ele esteve em Fortaleza e O POVO Online conversou com o palestrante, que acumula mais de 14 mil alunos, 193 mil seguidores no YouTube e 410 mil seguidores no Instagram

22:49 | 25/10/2019
Ele chegou a marca de 14 mil alunos em sua escola sobre utilizar a criatividade para empreender na vida
Ele chegou a marca de 14 mil alunos em sua escola sobre utilizar a criatividade para empreender na vida (Foto: Divulgação)

O palestrante e empreendedor Murilo Gun esteve em Fortaleza na noite dessa quarta-feira, 23, para palestrar na 15ª edição do Conexão Unifametro. Formado em administração e após trabalhar com stand-up, ele resolveu unir o trabalho com público e bom humor para se dedicar a ministrar cursos online sobre o poder da criatividade em sua escola Keep Learning. Gun acumula mais de 14 mil alunos, 193 mil seguidores no YouTube e 410 mil seguidores no Instagram.

Em entrevista ao O POVO Online, ele deu dicas de como inovar e empreender não só nos negócios, mas na vida. Segundo Murilo, estamos em um momento que o mercado digital está em alta e antigas solução não funcionam mais. O ideal, segundo ele, é que sempre haja renovação. “Temos que sair do ‘memorizar’, o diferencial é a criação e não se contentar com os padrões”, afirma.

Para ele, é preciso sair do “piloto automático”, não ter medo de caminhos imprevistos e buscar resgatar uma habilidade básica da humanidade, que seria a criatividade. Essa capacidade deve ser aliada de proatividade. “É preciso unir empreender com proatividade, não esperar calado, para toda carreira é possível aplicar o empreendedorismo e não ser apenas um zumbi”, comenta Murilo.

O palestrante ressalta também outra dica para levar o empreendedorismo para partes práticas da vida: observar. Segundo ele, é importante não se limitar a conhecimento práticos de carreiras específicas mas, por meio da observação e da mente aberta, absorver noções de várias áreas pensando no futuro.

Murilo Gun chama atenção para as crianças. “Toda criança pequena é criativa, pensa diferente. Para eles, ser criativo é básico, natural.” É preciso, segundo ele, incentivar que os jovens continuem pensando com essa criatividade e isso deve partir dos pais. Eles devem reaprender com os filhos e pensar que nunca é tarde, também para não julgar as próprias crianças.

O ato de não se contentar com a primeira resposta ou a primeira ideia é outra dica . “Precisamos sair da zona de conforto e analisar o ambiente, a primeira ideia é sempre básica”, ele acrescenta.