PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Porteiro do Edifício Andréa recebe alta hospitalar após cirurgia; três vítimas seguem internadas

Nas imagens das câmeras de segurança, ele é um dos que aparecem correndo para se salvar

Lucas Braga
09:34 | 21/10/2019
O desabamento do Edifício Andréa foi na última terça-feira, 15. Último corpo foi retirado do local no sábado
O desabamento do Edifício Andréa foi na última terça-feira, 15. Último corpo foi retirado do local no sábado (Foto: JÚLIO CAESAR)

O porteiro do Edifício Andréa, Francisco Rodrigues Alves, de 59 anos, recebeu alta hospitalar na tarde do último sábado, 19. A informação foi confirmada pela Secretaria da Saúde de Fortaleza (SMS). Ele conseguiu sair com vida da tragédia que vitimou nove pessoas, na última terça-feira, 15, no bairro Dionísio Torres.

Francisco, que trabalhava há 20 anos no condomínio, teve fraturas fechadas nos braços e, após internação no Frotinha da Messejana, onde fez exames pré-operatórios e recebeu os primeiros tratamentos, foi transferido ao Hospital Dra. Zilda Arns Neumann, no bairro Demócrito Rocha. Após duas cirurgias, ele segue em recuperação em casa.

Nas imagens das câmeras de segurança, ele é um dos que aparecem correndo para se salvar. Francisco estava próximo a um dos portões do edifício no instante em que a estrutura ruiu.

Três vítimas do desabamento do prédio seguem hospitalizadas:

1 - Cleide Maria da Cruz Carvalho, 60 anos: foi encaminhada ao IJF e recebeu tratamento de fratura exposta no membro inferior direito. Passou por cirurgia e segue internada no IJF II com quadro clínico estável. Cleide recebe suporte clínico e terapia com antibióticos. Ela é avaliada uma vez por dia pelos médicos do hospital.

2 - Gilson Moreira Gomes, 53 anos: foi submetido a uma cirurgia para fixação de fratura exposta e segue internado também no IJF II. Ele sofreu fraturas fechadas em ambas as pernas e uma fratura exposta no dedo maior do pé, de acordo com o diretor de traumatologia do hospital, Fernando Façanha. Gilson deve passar por outra cirurgia e reabilitação pós-operatória. Ele tem três avaliações médicas por dia.

3 - Maria Antônia Peixoto, 72 anos: paciente foi recebida no IJF com traumatismo craniano grave e trauma torácico. Ela recebeu suporte respiratório, transfusão sanguínea e outros cuidados emergenciais. A pedido da família, foi transferida para o hospital privado Otoclínica. O POVO Online tentou contato com o hospital para saber mais sobre o quadro de saúde de Maria Antônia, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria. 

MORTOS NO DESABAMENTO DE PRÉDIO EM FORTALEZA

As nove mortes confirmadas são: Nayara Pinho Silveira, de 31 anos; Antônio Gildasio Holanda, de 60 anos; Frederick Santana dos Santos, de 30 anos; Izaura Marques Menezes, de 81 anos; Maria da Penha Bezerril Cavalcante, de 81 anos, Roseane Marques de Menezes, de 56 anos, Vicente de Paulo Vaconcelos de Menezes, 86 anos, Eriverton Laurentino Araújo, 44 anos, e Maria das Graças Rodrigues, 53.

Você também pode gostar: