PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Alunos da rede estadual recebem 12 mil notebooks como premiação por bom desempenho

Prêmio se refere a desempenho em 2016. Governo do Estado investiu R$ 69,8 milhões desde a primeira edição do prêmio Aprender pra Valer, criado em 2009

13:52 | 10/10/2019
12 mil estudantes foram contemplados com notebooks nesta edição da premiação
12 mil estudantes foram contemplados com notebooks nesta edição da premiação (Foto: Alexia Vieira/Especial para O POVO)

Estudantes da rede pública de ensino do Ceará que tiveram bons resultados acadêmicos em 2016 receberam nesta quinta-feira, 10, notebooks como premiação do Governo do Estado. Foram 12 mil equipamentos distribuídos entre alunos que, na época, faziam ensino médio em turmas regulares ou na Educação de Jovens e Adultos (EJA). O investimento do Estado nos prêmios foi de R$ 11,9 milhões.

A diretora da escola Professora Eudes Veras, de Maracanaú, Elisângela do Espírito Santo, considera a política de premiação interessante, mas afirma que a demora na entrega atrapalha. “Os alunos de 2016 não estão mais na escola. Quando a gente contatou para avisar do evento, alguns perguntaram se era verdade mesmo”. Apesar do tempo passado desde a prova, os 20 alunos da escola ficaram contentes com a premiação, de acordo com ela. “Para nossa realidade de escola pobre e de periferia, isso representa muito para nossos alunos. Um disse que ia fazer o TCC nesse notebook, pois já está na faculdade”.

“Vai ajudar muito no meu futuro, na faculdade, nos cursos online que faço hoje. Agora faço pelo celular, com o notebook vai ficar mais fácil e prático”, projeta o estudante Lucas Queiroz, 19. Ele foi um dos ganhadores da escola Raimundo Tomáz, de Aquiraz. Nesta lista de contemplados, 2.619 são de Fortaleza e 1.060 são da Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede) 1.

Para receber o prêmio batizado de “Aprender pra Valer”, criado em 2009, é preciso que o aluno obtenha alta nota no Exame Nacional do Ensino Médio ou resultado satisfatório em língua portuguesa e matemática no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece). Segundo o Governo, 69.181 notebooks já foram entregues desde o início do programa. Ao todo, foram gastos R$ 69,8 milhões.

“É uma forma de estimular para que o aluno estude mais, busque melhores resultados, além de ter um equipamento importante que possa auxiliar na sua vida acadêmica”, afirmou durante a entrega o governador Camilo Santana que, devido ao período eleitoral de 2018, quando tentava a reeleição, ficou impedido de entregar parte dos computadores. 

Apesar de o governador reconhecer a necessidade de internet nas escolas estaduais como complemento dos computadores, o secretário da Educação, Rogers Mendes, afirma que apenas 50% das instituições contam com a conexão. Camilo diz que a meta é que a cobertura de rede se estenda para todas as escolas estaduais, mas não dá prazo para que o objetivo seja atingido. “A dificuldade, às vezes, é nas escolas do interior, principalmente nas escolas rurais. Nós temos contratado antenas onde não tem o Cinturão Digital”.