PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Festival internacional dedicado à alimentação orgânica ocorrerá esta semana na Capital

Evento é o primeiro do tipo realizado no País. Programação aberta ao público começa na quinta-feira, 26

13:34 | 23/09/2019
O Ceará Organic Food Festival – Festival Internacional de Gastronomia Orgânica reunirá agricultores, cozinheiros locais, indígenas e chefs de cozinha
O Ceará Organic Food Festival – Festival Internacional de Gastronomia Orgânica reunirá agricultores, cozinheiros locais, indígenas e chefs de cozinha(Foto: DIVULGAÇÃO)

Com palestras, apresentações de trabalhos e programação aberta ao público, o Ceará Organic Food Festival – Festival Internacional de Gastronomia Orgânica chega à Fortaleza nesta quarta-feira, 25. Mais de 200 agricultores, cozinheiros locais, indígenas e chefs de cozinha consagrados que trabalham com a valorização da agricultura familiar estarão presentes.

O festival se propõe a ser uma plataforma de alianças na construção e produção de uma alimentação sustentável. Para isso, objetiva estimular novos hábitos e reforçar elos entre produtores, consumidores, pesquisadores e empresas. “É um festival único no Brasil porque vai além da gastronomia. Trata do alimento da semente até o prato com a perspectiva de que é preciso preservar o planeta, ter uma alimentação saudável e fazer bons negócios ao redor do setor”, enfatiza Adalberto Alencar, curador do evento e diretor da Fundação Centro de Educação Popular em Defesa do Meio Ambiente(Cepema).

Alencar conta ainda que Fortaleza foi escolhida após diversas reuniões com parceiros nacionais e internacionais. “O nordeste tinha uma demanda reprimida em relação à alimentação orgânica. Além disso, o Ceará é uma referência em gastronomia. Aqui tudo acaba em uma mesa.” Para ele, o festival é “apenas um motivo para que outras iniciativas e mudanças ocorram” e o caminho de colaboração para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Os dois primeiros dias do evento giram em torno de oficinas, mesas redondas e trabalho científicos sobre sustentabilidade e segurança alimentar, mudanças climáticas, tradição alimentar, slow food, plantas alimentícias não convencionais, entre outros. Para participar, é necessário inscrever-se pela internet. As inscrições são pagas e estão abertas para para o terceiro setor e para público em geral.

Na quinta-feira, 26, tem início a programação gratuita aberta ao público. Diversas aulas show serão ministradas por chef nacionais e internacionais no Centro de Negócios do Sebrae. Entre os chefs estão a sueca Malin Söderstrõm, a criadora do Favela Orgânica Regina Tchelly, a uruguaia Laura Rossano e o cearense Leo Gonçalves, do restaurante O Mar Menino.

Orgânicos cearenses

O Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos, principal plataforma de registro da produção orgânica, indica que existem 20 mil produtores cadastrados. No Ceará, 616 produtores orgânicos têm cadastro ativo até 30 de setembro. O número é três vezes maior do que o total de cearenses cadastrados em 2013. De acordo com o diretor do Cepema, o Estado tem hoje 120 produtos orgânicos certificados.

Além desses, a estimativa é que mais de 370 estejam por todo o Estado, espalhados principalmente no Sertão Central. Hoje, as principais produções agrícolas se concentram na Serra da Ibiapaba (frutas e hortaliças), no Maciço de Baturité (algodão e mel) e no Cariri (mel).

O que é ser orgânico

Para ter sua produção seja considerada orgânica, os agricultores podem se regularizar de duas formas. Uma delas é obter certificação por um Organismo da Avaliação da Conformidade Orgânica (OAC) credenciado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A outra é se organizar em um grupo e se cadastrar no Ministério para realizar a venda direta sem certificação.

A certificação pode ser obtida pela contração de uma Certificadora por Auditoria ou se ligando a um Sistema Participativo de Garantia - SPG, que deverá estar sob certificação de um Organismo Participativo de Avaliação da Qualidade Orgânica - OPAC. No Ceará, 456 produtores são registrados por entidades certificadoras por auditoria e recebem visitas de inspeção periódicas. Além deles, 160 estão registradas por meio de entidades OPAC.

Consumo de orgânicos no Brasil

Uma pesquisa do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica & Sustentável (Organis) aponta que 19% dos brasileiros consumiu produtos orgânicos nos últimos 30 dias. O levantamento foi realizado entre os dias 7 de maio a 13 de junho de 2019 em todas as regiões do País. Foram entrevistadas 1.027 pessoas com 18 anos ou mais, responsáveis pela compra de itens de supermercado da residência.

Os produtos mais comprados são frutas (25%), verduras (24%) e alface (21%). Quando questionados quais os motivos que levam a consumir produtos orgânicos, a principal razão mencionada foi a saúde (84%), seguida de características do produto (30%) e meio ambiente (9%). A preocupação com o bem coletivo, marcada pelo meio ambiente, caiu pela metade em relação à primeira pesquisa do Conselho, realizada em 2013.

As feiras aparecem como o local onde esse público prefere comprar esse tipo de produto (87%). Já as razões para não consumir orgânicos apontadas pelos respondentes foram preço (65%), dificuldade de encontrar os produtos (27%) e falta de costume (6%).

Alguns dos nomes já confirmados na programação do Festival:

Bel Coelho - Premiada chef do restaurante Clandestino e apresentadora do Receita de Viagem (canal TLC Discovery).

Regina Tchelly – Chef criadora do Favela Orgânica, iniciativa pioneira no Brasil que teve origem em 2011 nas comunidades Babilônia e Chapéu Mangueira, no Rio de Janeiro. A partir de uma abordagem holística que engloba conceitos como consumo consciente, gastronomia alternativa, compostagem caseira e hortas em pequenos espaços.

Peter Weinfrelt - Economista, geógrafo e consultor de negócios sustentáveis na empresa U&We Suécia.

Leonel Cerruto - Índio Quechua (nativo dos Andes) da Bolívia e fundador do Centro de Cultura Originárias Kawsay-Bolívia, Rede Internacional Terra do Futuro.

Rosa Lia Barbieri - Doutora em Genética e Biologia Molecular pela UFRGS, pesquisadora na Embrapa.

Laércio Meireles – Consultor em agricultura ecológica, engenheiro agrônomo, especialista em agroecologia e DRS pela Universidade Internacional de Andalucia, integrante do Centro Ecológico e membro da rede internacional Terra do Futuro.

Adriana Camurça - Doutora em Alimentos e Nutrição pela FEA-Unicamp, docente no Curso de Gastronomia da UFC. Integra o projeto Biodiversity for Food and Nutrition.

Sonia Felipe - Possui pós-doutorado em Bioética Ética Animal pela Universidade de Lisboa, docente da UFSC. Pesquisadora e palestrante em Ética animal, Direitos animais, Ética ambiental e Veganismo.

Leticia Baird - Promotora de Justiça no Ministério Público Bahia. Coordenadora do projeto Escola Sustentável, programa suplementar de alimentação escolar, com vistas à progressiva adoção de alimentação preventiva de doenças à base de vegetais.

Maxime Michaud - Pós-doutor no programa ImagiTour (UMR 7324 Citeres, Universidade François Rabelais de Tours), Coordenador do Observatório Internacional de Refeições e Práticas Culinárias, pesquisador do Institut Paul Bocuse.

Malin Söderstrõm - Premiada chef sueca, proprietária de restaurante, escritora, primeira mulher a se tornar membro da Svenska Kocklandslaget.

Julia Senninger - Consultora de Sustentabilidade e sócia da U&We -Suécia. Presta consultoria para a Hållbara Restauranger, rede de Restaurantes Sustentáveis.

Leo Gonçalves - premiado chef o restaurante O Mar Menino, um dos idealizadores do Movimento DOC (Denominação de Origem Cearense)

Kadma Marques, Vanessa Santos e Roberto Araujo - fundadores do Observatório Cearense da Cultura Alimentar (OCCA)

Rita Taraborelli – Escritora, cozinheira e ilustradora. Pratica a cozinha vegetariana criativa e valoriza os processos artesanais e ingredientes de origem agroecológica.

Nilza Mendonça – autora do livro “Em busca dos sabores perdidos”, pesquisadora com foco resgate e a valorização de insumos nativos nordestinos.

Serviço

Ceará Organic Food Festival – Festival Internacional de Gastronomia Orgânica

Mesas e palestras

Data: 25  e 26 de setembro

Local: Fábrica de Negócios (avenida Monsenhor Tabosa, 740, Centro)

Aulas shows gratuitos e Feira gastronômica e de artesanato

Data: 26 e 27 de setembro

Local: Centro de Negócios Sebrae (avenida Monsenhor Tabosa, 777, Praia de Iracema)

Informações e programação completa: http://cearaorganicfoodfestival.com