PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Universitário desaparecido foi sequestrado, mas conseguiu fugir, diz pai da vítima

Iury Thé Braga estava desaparecido desde a última sexta-feira, 13, e foi encontrado no município de Trairi

17:50 | 15/09/2019
Iury Thé Braga estava desaparecido desde a última sexta-feira, 13, e foi encontrado no município de Trairi
Iury Thé Braga estava desaparecido desde a última sexta-feira, 13, e foi encontrado no município de Trairi(Foto: Acervo Pessoal)

O estudante de gastronomia Iury Thé Braga, 29 anos, que desapareceu na última sexta-feira, 13, foi sequestrado quando estava a caminho da Universidade Federal do Ceará. As informações são do pai da vítima, Vicente Braga, que conversou com o O POVO Online neste domingo.

Segundo ele, o jovem, que havia saído para entregar currículos, estava sendo seguido por um veículo e, pouco antes de chegar à Universidade, foi abordado, colocado no porta-malas do carro e levado a uma casa abandonada no município de Trairi, localizado a cerca de 124 quilômetros de Fortaleza. “Acharam que ele talvez fosse uma pessoa de melhores condições e sequestraram”, explica o familiar. No sábado, o jovem conseguiu fugir e se direcionou a um posto de gasolina para ligar para a família, sendo direcionado à Polícia local.

O caso havia sido registrado no 13º Distrito Policial e as investigações estavam sob responsabilidade da 12ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE).

O rapaz foi encontrado por volta das 22 horas deste sábado, 14. Segundo o pai da vítima, o universitário se encontra bem de estado de saúde, apesar de “traumatizado”, e deve ir ainda neste domingo ao hospital para realizar exames.

“Por volta das 22 horas, também de ontem, o rapaz foi encontrado na cidade de Trairi - Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11). Logo ao receber as informações, a Polícia Civil acionou as equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE), lotadas na cidade, que seguiram até o ponto onde Iury estava. Ele foi levado até a base do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), onde permaneceu aguardando a família”, esclareceu a Secretaria da Segurança e Defesa Social, em nota.

A Secretaria ainda ressalta que, em caso de desaparecimentos de pessoas próximas, não é necessário aguardar 24 horas para realizar a denúncia, que pode ser feita na DHPP ou pelo site, na opção "Desaparecimento de Pessoa".