PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Forças de segurança estão na divisa com Piauí após denúncias da presença de Zé do Valério

Desde a denúncia, as equipes da Polícia Militar da Região e da Polícia Civil de Pedra branca estão na região

09:51 | 20/06/2019
Um retrato falado foi confeccionado pela Pefoce
Um retrato falado foi confeccionado pela Pefoce (Foto: Divulgação/Pefoce )

Denúncias de que Zé do Valério estaria na localidade de Tucuns, em Crateús, divisa com Piauí, movimentaram as forças policiais até a cidade e, desde então, a Polícia segue no local há mais de 24 horas. Ele é o principal suspeito da morte de Daniele de Oliveira Silva, de 20 anos.

Conforme O POVO Online apurou, com uma fonte da Polícia Civil, existe a informação de que, supostamente, ele teria passado na localidade na noite da terça-feira, 18. Desde a denúncia, as equipes da Polícia Militar da Região e da Polícia Civil de Pedra Branca estão na área.

Antes, Zé do Valério foi visto na zona rural de Pedra Branca. Ele invadiu uma casa, fez uma refeição no local e ameaçou a família que residia no local. Na fuga ainda roubou uma motocicleta.

Zé do Valério

Desde o dia 24 de abril, data da morte da universitária Daniele de Oliveira Silva, de 20 anos, uma forte movimentação em busca do principal suspeito do crime, José Pereira da Costa, conhecido como Zé do Valério, está em andamento. Cães farejadores, aeronaves e até um mutirão de vaqueiros de Pedra Branca fazem buscas.

Zé do Valério é considerado um psicopata. Além de ser apontado como autor da morte de Daniele, que apresentava diversas marcas de violência, o vaqueiro também é investigado pela morte de uma outra mulher, em Tianguá. Familiares de Daniele chegaram a oferecer R$ 10 mil de recompensa a quem deter o homem. 

O POVO Online fez um levantamento sobre as ações policiais para prender Zé do Valério. 

 Redação O POVO Online