PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

20 ônibus com pneus furados por manifestantes ficam parados na Avenida da Universidade

AMC está no local para organizar o trânsito de veículos

09:58 | 14/06/2019
Ônibus esperam reparo estacionados em uma das faixas da Avenida da Universidade
Ônibus esperam reparo estacionados em uma das faixas da Avenida da Universidade(Foto: Lia Bruno/Especial para O POVO)

Atualizada às 10h20min

Pessoas que participam dos protestos contra a reforma da Previdência e cortes na educação em Fortaleza furaram pneus de ônibus na Avenida da Universidade para obrigá-los a parar de circular. Pelo menos 20 coletivos tiveram seus pneus furados durante protesto nesta manhã. Alguns estão parados na via esperando a troca dos pneus esvaziados ou reboque. O trânsito da avenida próximo ao cruzamento com a 13 de maio segue comprometido.

Agentes de operação do Sindiônibus, que estão orientando o desvio na área, informam que nem todos os 20 continuam parados na avenida da Universidade ou na 13 de Maio, pois mecânicos foram acionados e estão consertando os veículos para liberar as vias.

Por volta das 9 horas, agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) chegaram ao local para auxiliar a passagem de veículos e pedestres. Os passageiros dos coletivos precisaram desembarcar e seguir o trajeto a pé.

Na noite de quinta-feira, 14, o Sindiônibus (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará) afirmou que não haveria paralisação dos coletivos da Capital. A declaração veio em resposta ao Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro), que afirmou aderir à Greve Geral. Nesta manhã, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) admitou que podem haver paralisações temporárias dos ônibus.

Redação O POVO Online