PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Oito mulheres foram mortas no Ceará nos primeiros 10 dias de junho

Jovens de 15 e 17 anos de idade estão entre as vítimas. Caso de mãe e filha mortas por ex-companheiro da vítima está entre os crimes

13:30 | 14/06/2019
Mãe e filha foram mortas a golpes de faca em Itapipoca
Mãe e filha foram mortas a golpes de faca em Itapipoca (Foto: FOTO: Reprodução/Facebook )

O mês de junho registrou oito mortes de mulheres no estado do Ceará nos primeiros dez dias. Os números são do relatório de ocorrências diárias da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Os crimes aconteceram em Irauçuba, Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Fortaleza, Itapipoca e Juazeiro do Norte.

Em Irauçuba, Ana Klenia de Sousa dos Santos, de 15 anos,  foi morta por arma branca, no dia 5. O crime é considerado feminicídio, conforme o relatório da SSPDS.

Em Caucaia, no mesmo dia 5, Laime Rodrigues da Silva, de apenas 17 anos de idade, foi morta vítima de arma de fogo. No mesmo dia também foi morta Leucedina Teles Antunes, de 41 anos, em São Gonçalo do Amarante, vitima de arma de fogo.

Outro caso registrado com vítima do sexo feminino aconteceu também no dia 5 e vitimou Mariana Saraiva Garcia, de 21 anos. De acordo com o relatório, ela foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). O crime foi registrado em Fortaleza e ela foi morta por arma de fogo.

Em Juazeiro do Norte, no dia 6, Rosimeire da Silva Bezerra, de 26 anos, foi vítima de feminicídio por arma branca.

No dia 8, Maria Cecilya Frota dos Santos, de apenas um ano de idade, e a mãe dela, Maria Erisvalda Frota, de 31 anos, foram mortas na própria residência. O crime foi feminicídio. O principal suspeito, Francisco Marlin Oliveira Lima, ex-companheiro da vítima, foi preso na última quarta-feira, 12. O crime aconteceu em Itapipoca e chocou a Cidade. 

Ainda no dia 8, Patrícia Sousa Ferreira , de 24 anos, foi morta por arma branca em Fortaleza. Não há informação sobre a motivação do crime. 

Foragidos 

Com a prisão do Francisco Marlin Oliveira Lima, principal suspeito da morte de Maria Erisvalda Frota e da filha de um ano e 11 meses, segue como um dos principais foragidos do estado do Ceará, o José Pereira da Costa, conhecido como Zé do Valério, principal suspeito da morte da universitária  Danielle de Oliveira Silva, de 20 anos, em Pedra Branca.

Cães farejadores, Polícias Militar e Civil, além dos próprios vaqueiros da cidade, se uniram em busca do homem. Ele é suspeito de matar a proprietária de uma fazenda de que era funcionário e ainda é suspeito de outros crimes na Região. Zé do Valério ainda foi visto na zona rural da Cidade e invadiu uma residência. Ele refugiou-se na casa da família e fez ameaças, antes de fugir. 

Caso Stefhani 

No dia 1º de 2018, Stefhani Brito foi morta nas proximidades do Sítio Córrego, em Fortaleza. O principal suspeito do crime, o ex-companheiro, Francisco Alberto Nobre Calixto Filho, foi preso no Pará, um ano depois do crime, por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Jéssika Sisnando