PUBLICIDADE
Fortaleza
SEGURANÇA PÚBLICA

Chega a 12 o número de suspeitos detidos após onda de ataques na Grande Fortaleza

15:19 | 03/01/2019
Já chega a 12 o número de pessoas capturadas suspeitas de participação na onda de ataques entre a noite dessa quarta-feira, 2, e a tarde desta quinta, 3. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), mais três pessoas foram conduzidas para uma unidade distrital da Polícia Civil para serem ouvidas. Até o começo desta tarde, 16 ataques foram contabilizados.

Os suspeitos teriam participado de uma ação criminosa contra um coletivo nesta manhã, no bairro Vila Pery. Outros nove suspeitos foram indiciados por participação nos crimes contra veículos e patrimônios públicos. Uma décima pessoa foi ouvida, mas chegou a ser liberada em seguida. A Polícia segue em busca dos suspeitos. 

Dos 12 detidos, pelo menos cinco já estão presos. Outros quatro adolescentes estão a disposição da Justiça. A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) conduz as investigações.
 
O policiamento foi reforçado nos terminais de ônibus e corredores comerciais e bancários. Ainda conforme a SSPDS, os coletivos estão sendo monitorados pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). O patrulhamento é feito por equipes do Policiamento Ostensivo Geral (POG), Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque). 

Ataques
 
O 15º ataque registrado foi de um coletivo na rua F do bairro Barroso II, na Área Integrada de Segurança (AIS) 7. O coletivo foi incendiado e teve perda total. O Corpo de Bombeiros foi acionado e as chamas foram debeladas. 

O 16º ataque foi registrado no bairro Vicente Pinzón (AIS 1), onde as chamas atingiram parcialmente um ônibus na rua Ismael Pordeus. O fogo foi contido também por um caminhão Auto-Bomba Taque (ABT) do Corpo de Bombeiros. Nos dois casos não há informações de feridos. 
 
 
 
Redação O POVO Online