PUBLICIDADE
Notícias

Após atraso de 4 meses, Secult divulga resultado do XII Edital Ceará de Cinema e Vídeo

23:19 | 09/09/2016

Após atraso e consequente burburinho nas redes sociais, produtores e realizadores de audiovisual foram contemplados com o resultado preliminar do XII Edital Ceará de Cinema e Vídeo nesta sexta-feira, 9. A Secretaria da Cultura do Estado (Secult) recebeu 399 projetos - contra 320 na edição anterior -, o que foi apontado pelo órgão como um dos motivos para a demora na seleção dos projetos. A convocatória foi lançada em dezembro de 2015 e previa resultados para o fim de abril deste ano.

[SAIBAMAIS]
Em nota do último dia 2, a Secult informou a realização da “fase final” da seleção de projetos. “Concluída essa última etapa da seleção, o resultado geral do Edital Ceará de Cinema e Vídeo será publicado até dia 9/9, no site da Secretaria”, informou.

O atraso era previsto pelo cronograma do edital. À época, a Secult defendeu que eram datas prováveis, de confirmação pendente. “A depender de variáveis inerentes ao processo, tais como número de propostas inscritas, número de recursos apresentados, cumprimento de prazos pelas Comissões, ocorrência simultânea de outras seleções, entre outras”, dizia a pasta.

Desta vez, o prazo foi cumprido. Para fomento ao audiovisual e à cena cultural e artística cearense, quase 11 milhões serão investidos em 69 projetos. Os projetos inscritos se dividiram entre as categorias "Produção", "Desenvolvimento de Cineclubismo", "Formação em Audiovisual" e "Desenvolvimento de Roteiro". O resultado está disponível no site www.secult.ce.gov.br.

Dentre os R$ 11 milhões, R$ 4,45 milhões são do tesouro Estadual e R$ 6,43 milhões para as modalidades longa-metragem e projetos de TV, oriundos do Fundo Setorial do Audiovisual.

As etapas do Edital Ceará de Cinema e Vídeo foram desenvolvidas entre a Secult, o Fórum Cearense do Audiovisual e a Câmara Setorial do Audiovisual, representantes do setor no Estado.

A Secult ressaltou, em nota à imprensa nesta sexta-feira, 9, que “ao longo de todas as etapas do edital, deu continuidade ao diálogo com o setor, de forma transparente, democrática e participativa, de acordo com as diretrizes da política cultural do Estado e com a importância estratégica do edital para o audiovisual cearense e para e a cena cultural como um todo”.

A pasta visa ainda a ampliação no valor total de investimento nas próximas edições do edital. A perspectiva foi embasada em reunião do secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, com o presidente da Ancine, Manoel Rangel. Além do Edital de Cinema e Vídeo, a expectativa é de recursos para outras ações do audiovisual cearense, como projetos para a TV Ceará e para a Escola Porto Iracema das Artes, entre outras iniciativas da Secult.

Redação O POVO Online

TAGS