Participamos do

Setor de serviços no Ceará recua em fevereiro, mas mantém recuperação de prejuízos

Apesar da queda de 1,1% na passagem de janeiro para o segundo mês do ano, Ceará registra crescimento de 20,8% no acumulado do ano
11:46 | Abr. 12, 2022
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Estagiário de jornalismo
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O setor de serviços no Ceará registra recuo de 1,1% no volume de atividades realizadas em fevereiro deste ano com relação a janeiro. Na mesma comparação, Estado computa queda de 1,2% na receita gerada pelo setor. Ainda assim, no cenário geral, o saldo é positivo. Apesar dos decréscimos, Ceará registra crescimento de 20,8% no acumulado de 2022 com relação a igual período de 2021. 

A consolidação dos dados compõe a Pesquisa Mensal de Serviços e foi divulgada na manhã desta terça-feira, 12 de abril, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento pontua ainda que na comparação entre fevereiro de 2022 e fevereiro de 2021, o Ceará apresenta crescimento de 18,8% na receita gerada pelas atividades econômicas do setor de serviços.

Com relação ao volume de serviços prestados, o crescimento é de 12,8%. Conforme dados do IBGE, no cenário acumulado dos últimos 12 meses, Estado computa alta de 17,6% na quantidade de atividades relacionadas ao setor de serviços, com aumento de 22,1% na receita gerada por elas.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Cenário de cada tipo de serviço realizado no Ceará em fevereiro de 2022

A divisão oficial do IBGE classifica as atividades remuneradas do setor de serviços em cinco subgrupos. O melhor resultado foi computado pela categoria de serviços prestados às famílias com registro de aumento de 50% no volume de atividades realizadas em fevereiro deste ano com relação a igual período de 2021.

O aumento no volume de serviços deste segmento, que engloba alojamento, alimentação e educação, resultou em um aumento de 56,2% na receita gerada por eles no mesmo comparativo temporal. Na sequência, o segmento de serviços serviços sem categoria específica, definidos como "Outros serviços", registram crescimento de 24% no volume das atividades e aumento de 31,5% na receita gerada no comparativo entre o mês de fevereiro de 2022 e 2021.

O terceiro melhor resultado foi registrado pelo segmento de serviços de informação e comunicação que registraram alta de 19% no volume de atividades realizadas e aumento de 21,7% na receita. Em contrapartida, atividades relacionadas a transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios registram queda de 3,2% no volume de contratações em fevereiro de 2022 com relação a igual período do ano imediatamente anterior.

Ainda assim, esse subgrupo computa alta de 7,1% na receita no mesmo comparativo, o que representa uma elevação do preço de cada serviço da categoria, influenciada pela inflação. O que representa um encarecimento das atividades do setor de serviços. 

Resultado das atividades de serviços por segmento na comparação de fevereiro de 2022 e de 2021:

  • Serviços prestados às famílias: Alta de 50% em volume e de 56,2% na receita
  • Serviços de informação e comunicação: Alta de 19% em volume de atividades e crescimento de 21,7% na receita gerada
  • Serviços profissionais, administrativos e complementares: Alta de 7,8% no volume de atividades contratadas e crescimento de 13,2% da receita
  • Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio: Queda de 3,2% no volume de serviços contratados e alta de 7,1% na receita gerada
  • Outros serviços: Crescimento de 24% no volume de contratações e alta de 31,5% na receita financeira gerada
PODCAST VOO 168 BASTIDORES

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar