Participamos do

Ceará tem 155 projetos eólicos e solares cadastrados no leilão de energia A-4 de 2022

A Bahia lidera com 28% dos projetos, seguida de Minas Gerais (16%), Rio Grande do Norte (13%), Piauí (11%) e aí vem o Ceará com 8%
12:33 | Jan. 28, 2022
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Articulista quinzenal do O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará tem 155 projetos cadastrados no Leilão de Energia Nova A-4 de 2022, sendo 44 eólicos para oferta de 1.620 megawatts (MW), e 111 solares de 4.473 MW, totalizando 6.093 MW. 

Ao todo, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) informou que são 1.894 projetos no País para o certame a ser realizado em 27 de maio, com 75.250 MW, com predominância dos 51.824 MW somente para 1.263 empreendimentos fotovoltaicos.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para a matriz eólica são 21.432 MW em 542 projetos. Já hídrica e térmica a biomassa somaram em torno de 2 gigawatts (GW) em quase 90 empreendimentos.

Segundo o levantamento, o Nordeste cadastrou o maior número de planos e potência cadastrados para o leilão, com 70% dos projetos, pois a Região é líder em geração eólica e solar.

Enquanto que as termelétricas ficam por conta dos estados do Centro-Oeste e Sudeste e hidrelétricas no Sul e Centro-Oeste.

O informativo mostra que a Bahia lidera com 28% dos projetos, seguida de Minas Gerais (16%), Rio Grande do Norte (13%), Piauí (11%) e aí vem o Ceará com 8%. 

A EPE frisa ainda que, pela primeira vez, projetos eólicos e solar disputarão o leilão em mesmo produto, com o intuito de trazer maior competição e beneficiar. Para as fontes renováveis o contrato é de 15 anos. Térmicas e fonte hídrica de 20 anos.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags