Participamos do

Grande Fortaleza tem segunda menor alta de preços do País, aponta prévia de dezembro

O resultado ficou 0,88 ponto percentual (p.p.) abaixo da prévia de novembro, e atrás apenas de Belém (0,32%)
12:30 | Dez. 23, 2021
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Articulista quinzenal do O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Fortaleza e Região Metropolitana registraram segunda menor inflação do País, segundo prévia para o mês de dezembro do IPCA-15, medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou 0,88 ponto percentual (p.p.) abaixo da prévia de novembro, e atrás apenas de Belém (0,32%).

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Os dados divulgados nesta quinta-feira, 23, mostram que Salvador teve o maior IPCA-15 (1,13%) em dezembro, seguido de Porto Alegre (0,97%), São Paulo (0,86%) e Recife (0,85%). Já o Brasil ficou em 0,78% neste período de comparação.

No acumulado do trimestre (outubro a dezembro), a elevação de preços na Grande Fortaleza se manteve como a segunda menor do Brasil, com índice de 2,88%, também após Belém (1,60%). Na análise, o País registrou prévia inflacionária de 3,18%.

Para o cálculo do IPCA-15, os preços foram coletados no período de 13 de novembro a 13 de dezembro de 2021 (referência) e comparados com aqueles vigentes de 14 de outubro a 12 de novembro de 2021 (base).

O indicador refere-se às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e do município de Goiânia.

A metodologia utilizada é a mesma do IPCA, a diferença está no período de coleta dos preços e na abrangência geográfica.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags