Participamos do

Caixa retoma saque da última parcela do auxílio emergencial; veja calendário

Confira calendário completo da 7ª parcela do auxílio emergencial 2021 e veja tabela com data de saque da última parcela
09:06 | Nov. 09, 2021
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Estagiário do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O calendário de liberação do saque da 7ª parcela do auxílio emergencial 2021 retorna nesta terça-feira, 9, após suspensão ainda na última sexta-feira, 5. Com o retorno, a Caixa libera a retirada em espécie do valor do benefício para trabalhadores do público geral nascidos em maio. Veja abaixo tabela com datas do calendário atualizado da última parcela do auxílio emergencial de 2021.

Para o público geral, o direito ao saque do valor recebido começará a ser liberado também de forma escalonada duas semanas após o pagamento. Para quem recebe o auxílio emergencial por meio do Bolsa Família, porém, o saque é imediato.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dessa forma, como não há confirmação de que o benefício será prorrogado, a liberação de saque da última parcela do auxílio emergencial ocorrerá entre o dia 1º e dia 19 de novembro com base no mês de nascimento de cada beneficiário.

O POVO lista abaixo o calendário com as datas de saque da 7ª parcela do auxílio emergencial 2021, confira:

Calendário de saque da 7ª parcela do auxílio emergencial 2021

  • Nascidos em janeiro - 1º de novembro
  • Nascidos em fevereiro - 3 de novembro
  • Nascidos em março - 4 de novembro
  • Nascidos em abril - 5 de novembro
  • Nascidos em maio - 9 de novembro
  • Nascidos em junho - 10 de novembro
  • Nascidos em julho - 11 de novembro
  • Nascidos em agosto - 12 de novembro
  • Nascidos em setembro - 16 de novembro
  • Nascidos em outubro - 17 de novembro
  • Nascidos em novembro - 18 de novembro
  • Nascidos em dezembro - 19 de novembro

 

Quem recebia o Auxílio Emergencial vai receber o Auxílio Brasil?

Ainda que o Auxílio Brasil seja um substituto para o Bolsa Família, estimativas do Ministério da Cidadania apontam que ao menos 20 milhões de pessoas ficarão sem nenhum tipo de renda a partir de novembro. Isso porque nem todos que recebiam o repasse criado na pandemia irão ter direito ao novo programa social.

Neste primeiro momento, a pasta afirma que o pagamento será feito exclusivamente para quem já estava inserido na base de depósito do Bolsa Família. Assim, quem todos que recebiam o Bolsa Família irão receber o Auxílio Brasil já em novembro sem a necessidade de realizar um recadastramento.

A ampliação para novos inscritos ocorrerá no mês de dezembro com intuito de atingir a marca de 17 milhões de famílias beneficiadas. A pasta, porém, condiciona a expansão a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos precatórios, mesmo o projeto estando travado em votação no Congresso Nacional, com riscos de ser vetado integralmente.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags