Participamos do

Amazon abre 5,5 mil vagas temporárias; 200 são no Ceará

A maior parte das vagas está prevista para São Paulo (3,1 mil). Mas no Ceará, onde a Amazon abriu em outubro um centro de distribuição em Itaitinga, estão sendo ofertadas 200 vagas
18:04 | Nov. 09, 2021
Autor Irna Cavalcante
Foto do autor
Irna Cavalcante Repórter no OPOVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Amazon anunciou nesta terça-feira, 9, a abertura de mais de 5.500 vagas temporárias no Brasil durante os meses de novembro e dezembro, impulsionadas pelo aumento das vendas online de Black Friday e eventos de final de ano. No Ceará, onde a empresa inaugurou em outubro um centro de distribuição, estão previstas 200 vagas.

Em São Paulo ficará o maior contingente, 3.100 ao todo. Em seguida, aparece Rio de Janeiro (700), Rio Grande do Sul (660), Minas Gerais (370), Pernambuco (370) e Distrito Federal (100).

Os interessados devem se inscrever no site da empresa  até o próximo dia 16.  

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"As vagas temporárias são oportunidades interessantes para pessoas que queiram ingressar no mercado de trabalho, adquirindo experiência profissional e recebendo um salário competitivo. Em um ambiente festivo e descontraído, todos os colaboradores da Amazon e parceiros logísticos participarão de campanhas de incentivos internas e sorteios de brindes, celulares, bicicletas, televisores, eletrônicos e eletrodomésticos" afirmou Fabiano Arroyo, diretor de RH para as Operações da Amazon no Brasil.

 

Hoje, a empresa emprega direta e indiretamente, em seus doze centros de distribuição e três estações de entrega, mais de 6.300 pessoas. Fabiano diz que há um esforço para tornar a empresa cada vez mais inclusiva e diversa. Por isso,  a empresa tem como objetivo preencher, no mínimo, 50% das vagas da operação com mulheres.

"Também firmamos acordo com a Talento Incluir, consultoria que promove a inclusão no mercado de trabalho de pessoas com deficiência, com a Gerando Falcões, e com outras organizações sem fins lucrativos que tem nos apoiado na atração e recrutamento das populações que foram historicamente invisibilizadas, como por exemplo jovens em situações de vulnerabilidade social e econômica".

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags