Participamos do

FGTS: veja como calcular quanto cada trabalhador irá receber pelo lucro de R$ 8,12 bilhões

Conselho curador do fundo aprovou proposta para destinar pouco mais de R$ 8,12 bilhões aos trabalhadores que tinham saldo positivo em 31 de dezembro de 2020
09:54 | Ago. 23, 2021
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Estagiário de jornalismo
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Na próxima semana, dia 31 de agosto, trabalhadores brasileiros irão receber suas respectivas partes sobre o lucro de R$ 8,12 bilhões registrado pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em 2020. O POVO mostra abaixo como consultar o saldo, como calcular o valor a ser recebido pelo lucro do FGTS e as condições para saque do valor. 

O repasse do montante será feito para 191,2 milhões de contas de trabalhadores brasileiros de forma proporcional ao saldo de cada trabalhador.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Se você tinha saldo positivo na sua conta do FGTS naquela data, receberá um acréscimo de pouco mais de 1,86% sobre o valor total que dispunha, mesmo que tenha efetuado algum saque em 2021. Para ser mais preciso, você deve multiplicar a quantia que estava depositada na sua conta em 31 de dezembro de 2020 por 0,01863517.

Citando alguns exemplos, quem tinha R$ 100 vai receber R$ 1,86. Por sua vez, quem tinha R$ 1.000 receberá R$ 18,63. Já quem tinha R$ 10.000 em conta terá depositado o valor de R$ 186,35 e, assim sucessivamente. 

Como consultar o saldo do FGTS pelo PIS ou CPF no site ou aplicativo?

É possível consultar o saldo do FGTS no site da Caixa ou pelo aplicativo disponível para iPhone e Android. É preciso se cadastrar no sistema do banco antes de realizar a conferência. Para isso, insira o Número de Identificação Social (NIS) ou CPF e clique em "Cadastrar". Preencha os dados solicitados e confirme a inscrição.

Em seguida, retorne à tela de acesso e entre, novamente, com o NIS ou CPF e a senha criada durante o cadastro. É possível, ainda, fazer login usando o endereço de email.


No acesso pelo site do FGTS, selecione no menu superior a opção "FGTS" e, em seguida, "Extrato". Serão exibidas as seis entradas mais recentes da conta que tiver sido criada por último - para quem trabalha de carteira assinada, será a conta referente ao emprego atual. Para verificar todas as entradas e outras contas, de empregos anteriores, no mesmo menu selecione a opção "Extrato completo".

Já no aplicativo do FGTS, após realizar o login, será exibido já na tela inicial o saldo da conta mais recente. É possível selecionar a opção "Ver todas as suas contas" para checar depósitos do FGTS de empregos anteriores, ou, no botão "Saldo total do FGTS" para verificar todas as contas.

Quanto rende o FGTS?

O dinheiro do FGTS atua como uma poupança, com rendimentos mensais. O valor recebido é de 3% ao ano + a Taxa Referencial (TR), que atualmente está zerada. Além disso, anualmente, o lucro do FGTS - que é usado pelo governo para financiamentos e empréstimos - é dividido proporcionalmente entre as contas do Fundo.

Quem pode e em qual situação é permitido o saque do FGTS?

Apesar dos depósitos, as regras do saque continuam as mesmas e somente poderá retirar o dinheiro quem se encontrar em uma das seguintes situações:

  1. Demissão sem justa causa
  2. Rescisão por acordo entre empregador e empregado
  3. Para compra da casa própria
  4. Para complementar pagamento de imóvel comprado por meio de consórcio
  5. Para complementar pagamento de imóvel financiado (pelo SFH – Sistema Financeiro de Habitação)
  6. Rescisão por término de contrato por prazo determinado
  7. Por fechamento da empresa: vale em caso de extinção parcial ou total da empresa ou estabelecimento
  8. Rescisão por culpa recíproca (empregador e empregado) ou por força maior (se a empresa é atingida por um incêndio ou enchente, por exemplo)
  9. Rescisão por aposentadoria
  10. Em caso de desastres naturais, como enchentes e vendavais
  11. Se um trabalhador avulso, empregado através de uma entidade de classe, fica suspenso por período igual ou superior a 90 dias
  12. Para trabalhadores quem tem 70 anos ou mais
  13. Trabalhadores ou dependentes portadores de HIV
  14. Trabalhadores ou dependentes diagnosticados com câncer
  15. Trabalhadores ou dependentes que estejam em estágio terminal por causa de uma doença grave
  16. Empregados que ficam três anos seguidos ou mais sem trabalhar com carteira assinada
  17. Em caso de morte do trabalhador, os dependentes e herdeiros judicialmente reconhecidos podem efetuar o saque
  18. Saque aniversário

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags