Participamos do

Air Europa planeja voo de Fortaleza para Madri em 2022; Azul, Latam e KLM seguem sem previsão

No que se refere às outras companhias internacionais que operam voos diretos com o Exterior a partir de Fortaleza, a Air France, por exemplo, mantém o prazo para retorno da rota Fortaleza-Paris a partir de outubro
12:55 | Ago. 17, 2021
Autor Samuel Pimentel
Foto do autor
Samuel Pimentel Jornalista no OPOVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Air Europa trouxe novidades e revelou ao O POVO que somente deve retomar a operação da rota Fortaleza-Madri na metade do próximo ano.

"Considerando a atual situação global da pandemia - no contexto da saúde -, a Air Europa revê constantemente a otimização da sua rede em todos os países onde opera, adaptando-a às restrições de viagens e às demandas dos clientes. Com isso, a previsão de retorno para operação na região é junho de 2022."

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

No que se refere às outras companhias internacionais que operam voos diretos com o Exterior a partir de Fortaleza, a Air France, por exemplo, mantém o prazo para retorno da rota Fortaleza-Paris a partir de outubro. Já a KLM ainda não definiu prazos para o retorno da operação Fortaleza-Amsterdã.

Ao O POVO, a Azul afirmou que não possui previsão e que "segue acompanhando a movimentação da demanda e flexibilização das fronteiras". A companhia opera dois destinos internacionais a partir do Aeroporto de Viracopos-SP: para Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, e Lisboa, em Portugal.

"Nosso horizonte é incerto, mas pode nos trazer boas surpresas e acreditamos em uma recuperação acelerada do tráfego. As pessoas estão com saudades de viajar", diz a Azul em nota.

A Latam destacou o mesmo. Por enquanto, segue operando a partir de Guarulhos para total de 13 destinos, entre eles Santiago e Madri, que possuem restrições para entrada de turistas, além de Cidade do México e Cancún, que tiveram aumento de demanda por não terem restrições aos viajantes brasileiros.

"Toda essa operação está sujeita à evolução da pandemia, bem como às restrições de viagens estabelecidas pelos países", enfatiza a Latam em nota.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags