Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Parceria vai criar Câmara de Comércio Brasil Argentina no Ceará

O Ceará tem na Argentina o terceiro parceiro comercial, principalmente pelo fornecimento de calçados e compra expressiva de cereais devido ao polo industrial de panificação
14:25 | Ago. 11, 2021
Autor - Beatriz Cavalcante
Foto do autor
- Beatriz Cavalcante Articulista quinzenal do O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Terceiro mais importante parceiro comercial do Estado, a Argentina terá Câmara de Comércio Brasil instalada no Ceará. 

Os planos são liderados pelos Sistemas Fecomércio e Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), com apoio do Consulado da Argentina no Nordeste.

A Assembleia Geral de constituição da Câmara de Comércio Brasil Argentina (CBACE) está programada para amanhã, quinta-feira, 12 de agosto, na Fecomércio Ceará.

Na terça-feira, 10, e hoje, quarta-feira, 11, estão sendo organizados os últimos detalhes protocolares e jurídicos na criação da entidade.

Esta organização de documentos é realizada por Marcos Pompeu, que já presidiu a Câmara Setorial de Comércio e Investimento da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Hermes Monteiro, que coordena o Fórum de Camaras de Comércio Exterior e Rômulo Alexandre Soares, que é vice-presidente da Federação das Câmaras de Comércio Exterior, e somam as suas experiências a Juliana Tosato Espeche, secretária-executiva da CBACE, e Igor Maia Gonçalves, consultor jurídico corporativo da APSV Advogados.

"Com essa nova Câmara, o Ceará fortalece sua diplomacia econômica empresarial, seguindo os mesmos passos que foram dados desde 2001 quando foi fundada a Câmara Brasil Portugal no Ceará (CBPCE) e, na sequência, Angola, China, Cabo Verde, EUA, Itália, Alemanha, Espanha, França e Holanda, além do escritório comercial de Israel", frisa Rômulo, da Federação das Câmara de Comércio Exterior.

Comércio com argentinos

Atrás dos Estados Unidos e China, a Argentina é o terceiro em parceria com o Ceará em termos de corrente de comércio (soma das importações e exportações). De janeiro a julho deste ano, 2,9% das exportações cearenses (cerca de US$ 40,6 milhões) foram para o país.

No sentido inverso, 7,6% (cerca de US$ 132 milhões) das compras internacionais do Ceará foram provenientes da Argentina.

Destacam-se dentre os produtos os calçados, em que o Estado é um dos maiores fornecedores para a Argentina, o segundo para o mundo.

Já do país argentino compramos, sobretudo, cereais, devido ao expressivo polo industrial de panificação, confeitaria e massas. Esse produto é o segundo principal item adquirido pelo Ceará ao mundo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Assembleia Legislativa terá duas sessões plenárias por semana

Retorno
14:12 | Ago. 11, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

A partir da próxima semana, as sessões plenárias da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE) serão realizadas duas vezes por semana, às quartas e quintas-feiras, de forma híbrida. A decisão foi tomada após reunião entre os membros da Mesa Diretora na manhã desta quarta-feira, 22. Além do presidente Evandro Leitão, estiveram presentes os deputados Antônio Granja, Audic Mota e Fernanda Pessoa. Érika Amorim e o Apóstolo Luiz Henrique participaram online.

Com a mudança, as Comissões Técnicas também serão realizadas de forma híbrida às terças-feiras, no Plenário 13 de Maio. Segunfo Evandro Leitão, a AL está se adequando à reabertura gradual que vem sendo feita no Estado, de acordo com as orientações das autoridades sanitárias. O epdetista destaca que as medidas preventivas como o uso de máscara e a disponibilização de álcool em gel seguem como obrigatórias.

LEIA MAIS l Assembleia articula CPI para investigar associações de PMs, após reportagem do O POVO

“Além das sessões plenárias e das comissões técnicas, vamos retomar as sessões solenes e audiências públicas com número reduzido de pessoas, conforme as determinações do decreto do governador Camilo Santana. Esses momentos são importantes para que possamos voltar a nos aproximar e a dialogar com a sociedade”, afirma o presidente.

Na última quarta-feira, 5, a Casa iniciou as atividades do segundo semestre letivo de 2021 após o recesso parlamentar. O momento foi marcado por um minuto de silêncio aos deputados para prestar homenagem as 560 mil pessoas mortas pela Covid-19 no Brasil.

LEIA MAIS l Evandro Leitão critica Bolsonaro e defende urnas eletrônicas

Como uma das atividades para agosto, os deputados devem promover reuniões regionalizadas, de forma virtual, a fim de ouvir as demandas do setor produtivo dos municípios cearenses "O setor produtivo foi um dos mais impactados durante a pandemia, e o Estado já tomou alguma iniciativas no sentido de diminuir esse impacto, como a liberação de crédito para os micro e pequenos empreendedores, mas ainda há outras demandas, e precisamos ouvir cada região e suas especificidades”, disse Evandro. 

O semestre também será amrcado pela realização da prova do concurso público da AL, que recebeu 33 mil inscritos, será ministrada em 7 de novembro. Anunciado ainda em 2019, o concurso da AL prevê o preenchimento de 100 vagas, sendo 70 de nível superior e 30 de nível médio.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Exigência de testes de Covid-19 para quem desembarcar no Ceará "é muito positiva", avalia Camilo

ECONOMIA
13:43 | Ago. 11, 2021
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Como forma de conter a variante Delta do vírus causador da Covid-19, viajantes que desembarcarem no Ceará precisaram apresentar comprovantes de testes de diagnóstico molecular do tipo RTP-CR negativo para doença ou de imunização, por meio do cartão de vacina dose única ou duas doses. Medida é vista como "muito importe" para o Estado, conforme avalia o Governador do Ceará, Camilo Santana (PT). 

Decisão foi proferida pela Justiça Federal na manhã desta quarta-feira, 11, após pedido feito pela Procuradoria Geral do Estado(PGE) e atende um pedido feito pela gestão atual diante da detecção de pacientes infectados com a nova variante do vírus.

LEIA TAMBÉM | Fiocruz monitora 40 casos suspeitos da variante Delta do coronavírus no Ceará

"Todos os casos confirmados aqui no Estado da variante Delta foram de passageiros vindos de outros estados, por isso é muito importante a apresentação dos testes ou do comprovante de vacinação", declara Camilo. 

A medida resulta de uma Ação Ordinária movida pelo Estado do Ceará contra a União Federal e a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac). O pedido, atendido pela Justiça, permite ao Estado, somente autorizar o embarque em voos com destino ao Ceará e desembarque de voos particulares (quando não for possível a aferição por ocasião do embarque) com os comprovantes de vacinação ou teste realizado em no máximo 72 horas antes do voo

Em tom aliviado, o governador pontua que medida garante uma maior segurança da população cearense e fortifica as frentes de monitoramento, controle e combate a propagação do vírus no Estado que já estavam sendo implementadas pelas entidades estaduais competentes. 

"Queremos muito que venham ao Ceará, mas queremos que as pessoas, por precaução apresentem os testes negativos, exatamente para evitar a propagação do vírus no nosso estado", complementa o gestor estadual ao pontuar que a medida se equipara a exigências já adotadas em outros aeroportos no Brasil e no mundo. 


 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Contra o segundo pior mandante, Ceará busca primeiro triunfo como visitante na Série A

Longe do Castelão
12:48 | Ago. 11, 2021
Autor Horácio Neto
Foto do autor
Horácio Neto Autor
Ver perfil do autor
Tipo

Ainda sem ter conquistado uma vitória longe do Castelão, o Ceará terá uma boa oportunidade contra o segundo pior mandante do Campeonato Brasileiro, o Corinthians. O time paulista venceu apenas uma vez em seus domínios, além de dois empates e quatro derrotas, resultando em um aproveitamento de 23,81%.

O Ceará vai enfrentar uma das equipes mais frágeis defensivamente atuando em casa. O Corinthians levou 10 gols na Neo Química Arena, dos 12 sofridos em todo o Campeonato Brasileiro, sendo a quinta zaga mais vazada entre os mandantes. Além disso, o Timão é o segundo clube com mais derrotas em seus domínios (4), mesma quantidade do Bahia, só superando a Chapecoense (6).

Pelo lado cearense do duelo, o Vovô é o sexto pior visitante da primeira divisão. Com apenas seis pontos conquistados em sete jogos disputados, o Alvinegro tem um aproveitamento de 28,57%. Entretanto, o time de Porangabuçu tem aspectos positivos quando joga longe da capital. O clube é o terceiro com menos gols sofridos quando atuando fora de seu estado. Junto com Atlético-MG e Cuiabá, os cearenses foram vazados apenas seis vezes.

O grande problema do Alvinegro quando atua fora de casa tem sido o seu ataque. A equipe marcou apenas quatro gols em sete partidas, todos anotados por atletas diferentes – Vina (Santos), Lima (Internacional), Rick e Jael (ambos contra o Cuiabá). Ainda, o Ceará tem o terceiro setor ofensivo menos efetivo entre os visitantes, ficando somente à frente de Grêmio e Juventude, os dois com três tentos.

 

Buscando o primeiro triunfo como visitante, o Ceará se prepara encarar o Corinthians na Neo Química Arena, no domingo, 15, às 16 horas, pela 16ª rodada do Brasileirão. Com 23 pontos conquistados, o Vovô ocupa a sétima colocação. Já o Timão está na 12ª posição, com 18.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Sem provas, Bolsonaro acusa vendedores de gás de cozinha de se aproveitarem dos mais pobres

ECONOMIA
11:49 | Ago. 11, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo

O presidente da República, Jair Bolsonaro, acusou nesta quarta-feira os vendedores de gás de cozinha de se aproveitarem dos mais pobres, ao cobrarem preços que não se justificariam. "O preço do bujão de gás está em R$ 130 média, enquanto na refinaria custa em média R$ 45", disse o presidente, ao desconsiderar a série de reajustes no preço cobrado pela Petrobras implementadas em seu governo. 

"Quando andamos pelas casas dos mais pobres, eles falam que o gás de cozinha está apertando o sapato, que estão cozinhando com lenha. É verdade. O povo precisa saber quem é o responsável pelo preço que está lá em cima", afirmou.

Bolsonaro assina nesta quarta Medida Provisória que autoriza produtores ou importadores de etanol hidratado a comercializarem diretamente com os postos de combustíveis, sem a necessidade de um distribuidor.

A medida era uma promessa do presidente aos usineiros do Nordeste.

Para possibilitar a venda direta, a MP unifica a cobrança do PIS/Cofins sobre o etanol hidratado - hoje dividida entre produtores e distribuidores - apenas nas usinas.

O governo também abre caminho para que os postos de uma determinada bandeira de distribuidor possam comercializar combustíveis de outros fornecedores, desde que isso seja devidamente informado aos consumidores.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags