PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Veja como emitir o certificado de vacinação para viagens em três idiomas

E mesmo que o documento não seja previsto de forma normativa publicada internacionalmente, facilita a entrada no Exterior, pois alguns países estão aceitando como comprovante de imunização

Beatriz Cavalcante
12:15 | 26/07/2021
Passageiros em trânsito ou desembarcando em Fortaleza fazem teste para Covid-19 em Unidade Móvel do Centro de Testagem para Viajantes do Aeroporto de Fortaleza (Foto: FABIO LIMA)
Passageiros em trânsito ou desembarcando em Fortaleza fazem teste para Covid-19 em Unidade Móvel do Centro de Testagem para Viajantes do Aeroporto de Fortaleza (Foto: FABIO LIMA)

Por meio do Conecte SUS Cidadão, é possível emitir o Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 em português, inglês e espanhol. O documento comprova a imunização do cidadão contra o novo coronavírus e facilita o acesso do brasileiro em viagens, principalmente internacionais.

LEIA TAMBÉM | Perdeu o cartão de vacina e quer se vacinar no Dia D? Saiba o que fazer 

Para emissão, é preciso concluir o ciclo vacinal. Após esta etapa, o registro da vacinação deverá ser inserido nos sistemas de informação integrados à Rede Nacional de Dados em Saúde: RNDS Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações/SI-PNI, Sistema e-SUS Atenção Primária à Saúde ou outros sistemas próprios, definidos pelos estados e municípios.

Assim que os dados enviados forem processados para a RNDS/Ministério da Saúde, são apresentados de forma automática no Conecte SUS. A partir desse momento, o cidadão poderá emitir, no serviço vacina do aplicativo ou na versão web do Conecte SUS Cidadão.

E mesmo que o Certificado Nacional de Vacinação contra Covid-19 não seja previsto de forma normativa publicada internacionalmente, facilita a entrada no Exterior, pois alguns países estão aceitando como comprovante de imunização.

Veja detalhes do certificado

Quem pode utilizar esse serviço?

Todos os cidadãos que tiveram o ciclo vacinal finalizado contra a Covid-19 e tiveram seu Registro de Imunobiológico Administrado enviado à Rede Nacional de Dados em Saúde.

Etapas para a realização deste serviço?

1. Tomar a dose integral da vacina (dependendo do imunizante - duas doses ou dose única) em um Centro de Imunização ou em uma Unidade Básica de Saúde.

Observação: O registro pode ser realizado por profissional em sistema de informação ou em papel. No último caso, há um processo de digitação, organizado pela Vigilância Epidemiológica local, que em alguns casos podem ou não ser realizado pelo vacinador.

Tempo de duração da etapa: Depende da vacina administrada. O intervalo do ciclo vacinal está disponível no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina Contra a Covid-19.

2. Acompanhar se o registro da vacina foi inserido no sistema de informação com a equipe do estabelecimento de saúde ou Secretarias estaduais ou municipais de saúde. Certificar se os registros foram transmitidos à Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) do Ministério da Saúde, tempo estimado de espera: Até 10 dias. Através do aplicativo (Android ou IOS) ou da versão web do Conecte SUS Cidadão.

3. Emissão do Certificado: No Conecte SUS Cidadão, buscar o ícone vacina >> apertar o ícone vacina >> ver o as doses administradas, abrir o detalhamento das doses administradas e clicar no botão emissão do certificado.

Tempo estimado de espera: 2 minutos

Observação: O Certificado Nacional de Vacinação contra a COVID -19 só será habilitado após a finalização do esquema vacinal. Dessa forma, o cidadão deverá estar atento ao número de doses necessárias para cada imunizante.

Como emitir o certificado pelo aplicativo do Conecte SUS Cidadão?

Siga os passos abaixo para baixar o app no smartphone, efetuar login pelo acesso único do governo federal gov.br e acessar os dados da campanha de vacinação até emitir o seu certificado.

Quais informações são apresentadas no certificado?

O documento poderá ser emitido nos idiomas português, inglês e espanhol e apresenta informações com dados cadastrais do vacinado (nome, data de nascimento, sexo, CPF), data e horário da emissão do certificado, dados de autenticação do certificado, e informações sobre as doses de vacinas administradas (data de aplicação, instituição responsável pela fabricação ou importação da vacina, nome da vacina, descrição da dose, lote e estabelecimento de saúde.

Autenticação do documento

No contexto de segurança, o certificado poderá ser autenticado utilizando o código de 16 dígitos e/ou QRCode apresentado no documento. No momento, este documento é válido somente em território nacional e tem validade de doze meses a partir da data de emissão.

A autenticação do documento pode ser realizada pelo leitor de QR Code do próprio aplicativo Conecte SUS, usando as câmeras nativas do dispositivo, ou pelo site Valida Certidão: Este serviço é gratuito para o cidadão.

Como saber se os meus registros de vacinação já formam enviados à RNDS/Ministério da Saúde?

Os critérios, estratégias e definição de grupos prioritários para a Campanha de Vacinação são organizados pela gestão estadual ou municipal de saúde, os responsáveis pela coleta e envio das informações para a base de dados do Ministério da Saúde.

Dessa forma, é importante verificar com o estabelecimento de saúde responsável pela aplicação da vacina se os dados já foram inseridos no sistema e enviados ao Ministério da Saúde.

O que fazer quando identificar erro de informação no meu Certificado?

Conforme a Lei Geral de Proteção de Dados, Lei nº 13.709, de 14 de agosto de 2018, é direito do titular de dados pessoais obter, a qualquer momento e mediante requisição, a correção de dados incompletos, inexatos ou desatualizados. Os agentes pela coleta, digitação e envio dos dados ao Ministério são os responsáveis pela correção dos dados.

Mais dúvidas?

Acesse a seção Fale com Conecte SUS no aplicativo ou versão web.