PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Na 5ª semana de aumento consecutivo, gás de cozinha atinge patamar de R$ 110 no Ceará

Dado faz parte do levantamento semanal feito pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) e destaca aumentos sequenciais há cinco semanas no preço do combustível no Estado

Alan Magno
13:24 | 13/07/2021
Sendo o mais caro do Nordeste, gás de cozinha no Ceará atinge patamar de R$ 110 na quinta semana de aumentos consecutivos (Foto: Barbara Moira)
Sendo o mais caro do Nordeste, gás de cozinha no Ceará atinge patamar de R$ 110 na quinta semana de aumentos consecutivos (Foto: Barbara Moira)

Ceará inicia quinta semana de alta consecutiva no preço do botijão de 13kg do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o gás de cozinha. Dado faz parte do levantamento semanal feito pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) e revela que preço cobrado no Estado é o mais caro da região Nordeste. O valor médio cobrado por cada botijão é de R$ 95,23, mas, o combustível chega a ser comercializado por até R$ 110 a depender do município e do ponto de venda. 

ANP publica análise preliminar sobre monitoramento diário de estoques
Alta dos combustíveis e energia aumentará preços nos supermercados "nos próximos meses"

Em cerca de um mês, o preço médio do botijão de gás de cozinha no Ceará teve um aumento de R$ 3, com relação a semana imediatamente anterior, o aumento foi de R$ 0,91. Os preços foram divulgados pela ANP na tarde de segunda-feira, 12, com dados coletados entre os dias 4 e 10 de julho em 108 pontos de vendas em nove municípios, fazendo referência a tendência de precificação do produto para semana subsequente. 

No comparativo regional, o Ceará segue sendo o estado com maior preço na venda do botijão de gás, sendo seguido por Piauí, onde o preço médio do produto é de R$ 94,77, e pelo Rio Grande do Norte, onde o botijão é comercializado por valores entre R$ 94,65 e R$ 103.

O estado do Nordeste com os menores preço de venda do gás de cozinha é a Bahia, onde o produto pode ser encontrado com preços a partir de R$ 65. Também com preços amenos, Sergipe apresenta valor máximo do botijão de R$ 90.

A sequência de encarecimento ao consumidor final acorre após a série de aumento implementada pela Petrobras no ajuste de preços nas refinarias.

Saiba como economizar gás de cozinha com dicas simples:

Forno quente

Pré-aqueça o forno pelo tempo necessário: Alimentos assados precisam de pré-aquecimento do forno, mas não faça isso por muito tempo. Geralmente, 10 minutos antes a 200 °C é suficiente para a temperatura ficar ideal em boa parte dos alimentos.

Panela certa para cada boca

Use panelas proporcionais à boca do fogão: Para não ter desperdício de gás, é importante que se utilize panela equivalente ao tamanho da boca do fogão, pois parte do calor gerado acaba não sendo passado para a panela.

Use vapor

Quando estiver cozinhando, é possível utilizar o vapor do preparo colocando um escorredeira metálica sobre a panela para cozinhar legumes.

Tampe as panelas

Use a tampa da panela: Alimentos como macarrão pode ser cozinhados com o fogo desligado ao usar a tampa. Deixe a água ferver, adicione a massa, desligue o fogo e coloque a tampa.

Longe de portas e janelas

Evite colocar o fogão em locais da casa que tenham muita circulação de vento, como janelas, portas e ventiladores, pois assim as chamas não apagam e o
gás não escapa.

Pequenos pedaços

Alimentos cortados em partes pequenas cozinham mais rápido, com isso, o gás é menos utilizado.

Gás acabando?

Fique atento aos sinais de quando o gás estiver acabando: Quando o botijão está perto de acabar, as chamas ficam com as pontas avermelhadas.

Use panela de pressão

O uso da panela de pressão reduz os gastos com o gás. A pressão faz os alimentos cozinharem mais rápido, sem precisar ficar por tempo demasiado na panela.

Cuide das bocas do fogão

Limpe as bocas do fogão sempre após o uso do eletrodoméstico, assim, evitando o acúmulo de sujeira e de gordura. Com esse cuidado, evita-se o entupimento do bico por onde o gás sai. Tal entupimento pode provocar o vazamento e perdas.

Cozinhe poucas vezes

Cozinhar menos vezes durante o mês traz economia. Para isso cozinhe uma vez os alimentos e congele. Depois, a partir da necessidade, é só esquentar de acordo com a sua preferência (no micro-ondas, no forno elétrico, ou de forma rápida no fogão por meio de panelas pequenas)..

Fontes: Chama app/Atlas