PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Setor de serviços brasileiro abre 110.956 vagas em maio e puxa Caged, seguido por comércio

O salário médio de admissão nos empregos com carteira assinada passou de R$ 1.873,33, em abril, para R$ 1.797,10 em maio

11:08 | 01/07/2021
Carteira de trabalho digital (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Carteira de trabalho digital (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A abertura líquida de 280.666 vagas de trabalho com carteira assinada em maio no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foi novamente puxada pelo desempenho do setor de serviços no mês, com a criação de 110.956 postos formais, seguido pelo comércio, que abriu 60.480 vagas.

Já a indústria geral abriu 44.146 vagas em maio, enquanto houve um saldo de 42.526 contratações na agropecuária. Na construção civil, foram criadas 22.611 vagas no mês.

+Puxado por comércio e serviços, Ceará contrata mais que demite em maio; geração de 4.284 vagas formais 
+Brasil gera 280.666 vagas em maio no Caged 

No quinto mês do ano, todas as 27 Unidades da Federação registraram resultado positivo. O melhor resultado foi registrado em São Paulo novamente, com a abertura de 104.707 postos de trabalho.

Já o pior desempenho foi o de Roraima, que registrou a criação de 256 vagas em maio.

O salário médio de admissão nos empregos com carteira assinada passou de R$ 1.873,33, em abril, para R$ 1.797,10 em maio.