PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Abate de frangos e suínos bate recorde no Ceará e de bovinos cai

Os dados são da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Beatriz Cavalcante
12:26 | 08/06/2021
Ministério da Agricultura abre consulta sobre funcionamento de granjas (Foto: Divulgação)
Ministério da Agricultura abre consulta sobre funcionamento de granjas (Foto: Divulgação)

Nos três primeiros meses de 2021, o abate de bovinos caiu 18,6% e o de suínos e frangos bateu novo recorde no Ceará, com alta de 18,3% na comparação a igual período do ano passado.

No total, foram abatidas no estado 25,6 mil cabeças de bovinos sob algum tipo de inspeção sanitária federal, estadual ou municipal. No 1º trimestre de 2020 foram 31,5 mil cabeças.

 

Ante o resultado do trimestre imediatamente anterior (outubro a dezembro), também é observada uma queda (17,9%), visto que no último trimestre de 2020 foram abatidas 31,2 mil cabeças bovinas no Estado.

Na série histórica da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais, comparando o número de cabeças bovinas abatidas no 1º trimestre dos últimos 10 anos, constata-se que os números revelados no 1º tri de 2021 seguiram a tendência de queda e mostraram-se os menores no período.

Suínos

Por outro lado, o número de suínos abatidos tem novo recorde para um trimestre no Ceará, com 44,5 mil cabeças. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o dado divulgado nesta terça-feira, 8, confirma a tendência de crescimento da quantidade de suínos abatidos no Estado, sendo o trimestre com o maior número de cabeças abatidas desde o início da série histórica em 1997.

Até então, o recorde de suínos abatidos em um trimestre no Estado era de 43,2 mil cabeças no 4º trimestre de 2019.

Frangos

De acordo com a pesquisa, janeiro a março de 2021 confirmou a tendência de alta e também apresentou um novo recorde, dessa vez, para o número de frangos abatidos em um trimestre no Ceará.

Foram mais de 7,4 milhões de cabeças de frango abatidas no Estado, no maior resultado desde o início da série histórica da pesquisa, em 1997. Até então o recorde, para um trimestre, de frangos abatidos no Estado era do último trimestre de 2020, com 7,2 milhões.

O dado revelou um aumento em relação a igual período de 2020, de 6,5%. Já em relação ao trimestre imediatamente anterior (4º tri de 2020), o aumento de frangos abatidos foi de 2,7%.

Nordeste

Dentre os estados do Nordeste, o Ceará foi o estado com mais suínos abatidos no 1º trimestre de 2021. Foram 5,1 mil cabeças abatidas a mais do que o segundo colocado, o estado da Bahia, que teve 39,4 mil cabeças abatidas.