Participamos do

Trabalhadores das indústrias de Fortaleza começarão a ser vacinados contra a Covid-19

Segundo dados do Observatório da Indústria da Fiec, são cerca de 318 mil trabalhadores atuam na indústria, em todo o estado do Ceará, sendo 108 mil somente em Fortaleza
11:34 | Jun. 02, 2021
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Articulista quinzenal do O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Os cerca de 108 mil trabalhadores das indústrias de Fortaleza estão nesta quarta etapa de vacinação contra a Covid-19. A imunização começa também para os que atuam na educação, no transporte aéreo e no segmento portuário.

LEIA TAMBÉM | Novo lote da vacina da AstraZeneca chega ao Ceará 

Vacinação da população geral começa em junho no CE 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para ser contemplado, conforme a Secretaria Municipal da Saúde, é necessário apresentar documento oficial com foto, CPF, Cartão Nacional de Saúde (CNS), comprovante de endereço e, de forma impressa, o comprovante de exercício da profissão no município de Fortaleza.

Segundo dados do dados do Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), no Ceará, o número de colaboradores ligados ao setor industrial chega a 318 mil. Além disso, o Estado tem a maior concentração de estabelecimentos industriais do Nordeste, com 14.027 unidades. 

O levantamento ainda aponta que a atividade industrial representa 18,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará, com destaque para os segmentos da construção civil (26, 7%), serviços industriais de utilidade pública (20, 3%), couros e calçados (9, 5%), alimentos (8, 8%) e metalurgia (7, 3%).

 

"A indústria cearense não parou com a pandemia. Nossos colaboradores continuaram trabalhando, incessantemente, para manutenção de setores essenciais, tais como o alimentício e de medicamentos. Nada mais justo que aplicar mais essa segurança para que continuemos produzindo", frisa o presidente do Centro Industrial do Ceará (CIC), em nota, Marcos Soares.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags